Por: João Marcos | 6 anos atrás

Carta que um dos torcedores mais apaixonados que conhecemos escreveu após a vitória de ontem do Juve:

Após o final do ano passado os torcedores não sabiam o que seria do nosso Juventus. Até que uma nova diretoria, um novo sangue assumiu nosso tricolor, literalmente arregaçou as mangas e começou a trabalhar. Primeiro reerguendo nosso maior patrimônio, o estádio João Marcatto, depois montando um time forte e competitivo que no papel, nos enchia de esperança no acesso e no título.

Dia 01/07 iniciamos nossa caminhada. Éramos pouco mais de 1500 torcedores nas arquibancadas, onde no nosso primeiro jogo apenas empatamos com o mesmo tubarão de ontem. Foi o suficiente para, jogo após jogo, o número de torcedores ir diminuindo. Mas os realmente torcedores do Juventus, aqueles que são apaixonados por esse time não mediram esforços em continuar seguindo o time, e apoiar a diretoria e os jogadores.

E assim foi, quando um grupo de “loucos” foi a Indaial ver nosso empate com o Clodoaldo Jusviack, passamos um frio de 8ºC e sonorizamos a cidade com nossos foguetes; em Joinville ver a nossa goleada contra o Caxias onde mandamos na Arena; em Biguaçu naquele campo pior que os campos de várzea de Jaraguá onde o time teve que se revezar para vestir o uniforme, de tão pequeno que era o vestiário; em palhoça tomando cerveja e comendo pão com lingüiça com os torcedores do bugre, entre outras viagens que fizemos!

E hoje, tudo aquilo que esse grupo de pouco mais de 500 torcedores apaixonados que estavam lá em todos os jogos, sonharam junto com a diretoria, jogadores e comissão técnica se tornou realidade.

Voltamos.

Mas não basta apenas voltar, é preciso ficar e crescer. E para isso é preciso o apoio do torcedor, aquele mesmo que até 2007 lotava as arquibancadas do João Marcatto e passou os dois últimos anos desacreditado, aqueles que estavam junto com a Raça Tricolor e desapareceram, e o apoio dos empresários da região, porque o Juventus não é só um time de Jaraguá do Sul, mas um Clube que representa todo o nosso vale. A diretoria já mostrou que mesmo com poucos recursos, é competente e comprometida com nosso Juventus!

E é possível crescer sim! Basta a gente olhar como estavam o JEC, Chapecoense e Criciúma em 2006, 2007. Eram times do mesmo nível do Juventus. E porque hoje eles estão praticamente nas cabeças dos seus campeonatos Brasileiros?

Porque a cidade e a região desses clubes vestiu a camisa e acreditou no trabalho que estava sendo realizado. Até 2007 a chapecoense cansou de perder para o Juventus, e hoje é líder de seu grupo na série C e ostenta 12 patrocinadores, DOZE! Criciúma já voltou a série A, e o JEC com um brilhante trabalho na série B.

Chegou a hora do Vale do Itapocu acreditar que é possível sim colocar o Juventus de novo entre os melhores clubes do estado, e até chegar em uma série C, ou Série B de um campeonato brasileiro. Poder econômico pra isso nossa região tem, e a nossa diretoria já provou que sabe trabalhar, que arregaça as mangas e vai até o fim ao lado do nosso Juventus. Vamos honrar nosso hino, “Tem história no passado, No presente brilha mais, No futuro serás grande, Cairá nunca, jamais”. Nunca mais quero ver meu time no calvário da segunda divisão de Santa Catarina, porque a nossa região é grande demais para estar na segunda!

Muito obrigado a diretoria que não mediu esforços para devolver o nosso orgulho no cenário estadual; aos sócio-torcedores, aos apaxonados e a Raça Tricolor que estavam no João Marcatto em praticamente todos os jogos e viajando sempre que possível, aos patrocinadores e os veículos de imprensa que estiveram ao lado do nosso Juvenetus em toda essa caminhada.

Voltamos, e agora pra ficar, porque aqui… aqui é o nosso lugar!

Fabio Silva

Belas palavras. Se uma campanha impecável e o tão sonhado acesso não forem capazes de incentivar os torcedores, o que será? Vamos lá galera, fomos coroados com essa conquista e ano que vem lotar o Marcattão para prestigiar esses guerreiros é o mínimo.