Por: Ricardo Daniel Treis | 6 anos atrás

A ideia não é nova, mas até onde sabe-se, inaugurou só agora o primeiro estabelecimento do gênero em São Paulo. O produto: revigoramento.

O negócio é simples: salinhas aconchegantes, em área bem localizada, com isolamento acústico e camas confortáveis. O cliente paga de R$15 a R$30 entre 15 minutos até uma hora de sono. No fim do prazo, a cama dá uma vibradinha e as luzes piscam suavemente para o despertar. Em últimos casos, um telefone toca informando que é hora de levantar e lavar a cara. De brinde, o cliente ganha um cafezinho.

Olha no vídeo que miséria o estado de quem sai do lugar:

[youtube_sc url=”http://youtu.be/3FUw2XvHn0M” width=”640″ autohide=”1″]

Mas é fato: 20 minutos de sono depois do almoço fazem o resto da minha tarde tolerável.


A versão made-in-Jaraguá é o estacionamento do Angeloni novo, que tem umas vagas escuras no fundão. Passa lá pra ver, até umimeia é só tiozinho puxando um ronco no carro com toalhinha cobrindo a cabeça.