Por: Anderson Kreutzfeldt | 4 anos atrás

hugozeluis

Você provavelmente já reparou (ou vai reparar agora) nisso: os personagens da Disney geralmente não tem pai, não tem mãe ou são completamente órfãos. Se você der uma varrida pela interwebs vai encontrar vários sites que justificam esse fato ao “satanismo da Disney”. Na verdade, se raciocinarmos um pouco, vemos que não é nada disso:

Literatura

Ao contrário do que muitos dizem, a ausência de pais não é uma criação da Disney. Este é um conceito literário muito utilizado especialmente em obras voltadas para o público infanto-juvenil. A ausência dos pais, segundo este conceito, permite que os personagens se tornem aventureiros, libertando-os das obrigações familiares e do controle dos pais – afinal, que pais deixariam o filho sair pelo mundo para enfrentar um grande mal? Além disso, é perceptível que neste tipo de histórias que o personagem ‘órfão’ vai acabar amadurecendo mais rapidamente, devido a ausência de uma figura que o proteja. E mais, personagens ‘órfãos’ costumam ter momentos de introspecção e mais carentes de afeição – caracteristicas que abrem excelentes oportunidades de roteiro. (via @Raopo)