Por: João Marcos | 5 anos atrás

O Oráculo responde:

É provável que a explicação esteja mais nos contratempos em torno do quadro do que no tal misterioso, enigmático blablabla sorriso da moça. Houve muito rebuliço em torno de Mona Lisa. Prenda a respiração: ela foi furtada em 1911, apareceu dois anos depois, foi devolvida ao Museu do Louvre, de Paris, ao qual pertence, foi satirizada pelo artista Marcel Duchamp, que fez uma versão dela com bigode, e acabou tema do best seller O Código Da Vinci”.“Tudo isso auxiliou para o seu estabelecimento como uma pintura marcante da arte ocidental. Ou seja, uma obra de arte também pode se tornar famosa por ser muito falada e divulgada.Nada muito diferente do que ocorre hoje no culto às celebridades”, explica Fernando José Amed, coordenador da pós-graduação em História da Arte do Centro Universitário Belas Artes de São Paulo.

É claro que não podemos deixar de prestar reverência ao significado da pintura. “O sorriso, ou o não sorriso, da jovem continua a ser intrigante e parece personificar as dúvidas e incertezas que o feminino costuma provocar sobre o masculino”, diz o especialista.Ou seja, Mona Lisa é genial a ponto de ficarmos com vergonha de usar o termo “genial” pra qualquer piadinha bem sacada na internet. Porque é genial de verdade. Mas há quem não ache que se trata da maior obra de arte ocidental. Alguns defendem que é As Meninas, não o grupo de axé social, mas a pintura de Velázquez. E Amed, aliás, concorda com você. Para ele, A Escola de Atenas, pintura feita em 1509 pelo seu xará Rafael Sanzio “oferece mais aspectos a serem apreciados”.

Caso você NUNCA tenha visto o quadro original, clique aqui. Caso tenha clicado, em que mundo você vive cara?