Por: Gabrielle Figueiredo | 2 anos atrás

Segue artigo publicado no site Notícias do Dia

A Polícia Militar está chamando a atenção de clientes de bancos para dois golpes que vêm ocorrendo principalmente nos finais de semana e durante o expediente de trabalho. Há registro de casos semelhantes em todo o Estado.

Em Joinville, um policial militar retirou uma peça de plástico que os golpistas encaixam no caixa de autoatendimento, no local por onde o cliente insere o cartão.

golpe

Foto: Reprodução

O golpe funciona da seguinte forma: o cliente insere o cartão e não consegue completar a operação porque ele trava na máquina. Apavorado, o correntista começa a apertar as teclas na tentativa de soltar o cartão, mas não consegue.

Nesse meio tempo entra em cena o golpista, que pede calma. Ele mostra um número 0800 fixado em um adesivo no caixa. O telefone é falso e não corresponde ao atendimento do banco.

Do lado da linha um segundo golpista fala que não está ouvindo muito bem e orienta a pessoa a sair do banco para que a ligação fique melhor. O golpista pede o CPF, o número da conta e a senha alegando que precisa destes dados para desbloquear o caixa. Enquanto isso, o comparsa que está no banco retira o encaixe de plástico e furta o cartão. Quando o cliente retorna para o caixa eletrônico percebe o golpe.

Confira o vídeo:

Golpe do Achadinho

O segundo golpe registrado com frequência ocorre dentro da agência bancária, na fila do caixa, é o chamado “Golpe do Achadinho”. Uma pessoa deixar cair, de propósito, um envelope cheio de papeis em formato de dinheiro, com apenas duas notas de R$ 50. O cliente que está na fila, atrás do estelionatário junta e entrega para ele.

O golpista agradece, diz que ali estão R$ 50 mil e promete uma recompensa. Após alguns minutos de conversa, ele diz que vai buscar a recompensa. Deixa o envelope com o suposto dinheiro e o número da conta para o depósito, mas como garantia pede e carteira da vítima. O cliente entrega o que o suspeito pede e mais tarde percebe que caiu no golpe.