Por: Gabrielle Figueiredo | 3 anos atrás

Há quatro anos Jennifer Karoline Modes assumiu um importante compromisso: o de levar alegria para crianças hospitalizadas. Ela é uma das 12 voluntárias que fazem parte do grupo Doutores Sementinhas, criado há cerca de oito anos em Jaraguá do Sul.

O grupo cristão teve início dentro da Igreja, mas depois abriu as portas para a participação de outras pessoas da comunidade. O objetivo desses Doutores é levar descontração e alegria para as crianças que estão no hospital, seja por meio de histórias bíblicas, músicas, brincadeiras ou outras atividades.

As visitas acontecem sempre no domingo de manhã e os voluntários têm uma parceria com o Hospital e Maternidade Jaraguá, onde visitam todas as crianças que estão na pediatria, três que moram na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), além de fazerem visitas pontuais no Pronto Atendimento (PA) e em outros quartos, onde não estão apenas crianças, mas também adultos internados.

doutores sementinhas 6

Foto: divulgação

Os pais também são contemplados com as visitas dos Doutores Sementinhas. Durante a visita a regra é simples: não falar de doenças. Porém, Jennifer conta que alguns aproveitam o momento para conversar e até desabafam sobre a situação do seu filho.

No último mês, o trabalho dos voluntários ganhou ainda mais amplitude, e agora eles passarão a visitar no segundo domingo de cada mês as 17 crianças e adolescentes que moram no Lar da Criança Marcos Valdir Moroso, em Guaramirim. “Mesmo que alguns já possuam uma rotina de ir para a escola, o domingo é um dia em que eles permanecem mais dentro de casa e esta é uma oportunidade para levarmos atividades diferentes para eles”, explica Jennifer.

Conforme a coordenadora do Lar, Carla Elizangela Zips, a ação dos Doutores Sementinhas já foi bem aceita na casa. “Inclusive, os adolescentes se mostraram bastante participativos com as atividades. Pra nós é uma oportunidade muito boa de proporcionar lazer e também contato com a sociedade para eles”, conta.

Momentos marcantes

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Para Jennifer, um sorriso já é o suficiente para mostrar que este é um trabalho que se faz valer pelas mais simples recompensas. “Quando entramos em quarto e uma criança para de chorar e esquece do momento que está passando, já é algo bastante marcante para nós”, conta.

Ela também relembra um momento que alguns voluntários passaram recentemente. Uma pessoa que os doutores visitaram tinha tentado suicídio e recebeu a visita deles fantasiados no quarto. Ao entrarem, este alguém contou que na noite passada tinha orado e pedido proteção dos anjos e expressou alegre o seguinte sentimento: “só não imaginava que os anjos estariam vestidos dessa maneira”.

Contribuição da comunidade é bem-vinda
Para facilitar o trabalho dos doutores, uma das necessidades do grupo é a de conseguir um lugar para a sede, onde poderão guardar materiais e fazer reuniões, por exemplo. Se alguém da comunidade tiver uma sala vazia que possa ser emprestada para o grupo, o local ajudará bastante.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Outra contribuição que auxiliará bastante nas atividades é a de doações de materiais. Confira abaixo alguns itens que você pode contribuir:
– Balões
– Lembrancinhas (aquelas de R$1,99, sabe?)
– Língua de sogra
– Carrinhos

E para quem quiser saber mais sobre os Doutores Sementinhas ou até fazer parte deste trabalho, saiba que as portas estão abertas, tanto que no final de outubro 30 novas pessoas passarão por um treinamento para possivelmente se tornarem voluntárias. 😉

Para saber como proceder, é só entrar em contato pela fanpage no Facebook, onde também são postadas todas as novidades do grupo. Jennifer já adianta que logo mais terá uma ação para arrecadar brinquedos que serão doados para o Lar de Guaramirim – que também já iniciou arrecadações de material escolar. Quem tiver recursos disponíveis e quiser fazer a doação, pode entrar em contato pelo 3371-3475.