Por: Anderson Kreutzfeldt | 19/12/2013

dfdg

Engenheiros do departamento de energia do Pacific Northwest National Laboratory realizaram a proeza de criar um método de transformar algas em petróleo puro em menos de uma hora. Isso mesmo, óleo que pode ser refinado e utilizado para a execução de motores.

Existem motivos de sobra para que possamos nos animar com as possibilidades dessa descoberta: a alga é uma das formas de vida mais abundantes do planeta Terra (ora, a candidata perfeita para conversão em biocombustível). Sabe quanto espaço iria ocupar uma fazenda que conseguisse substituir todo o petróleo dos Estados Unidos com o combustível desenvolvido através de algas? Apenas 0,42% do território do país (em comparação, plantar soja para desenvolver o biodiesel ocuparia metade do território americano).

Já existiam alguns outros métodos de conversão envolvendo algas, mas é a primeira ver que os cientistas conseguem fazer isso tão facilmente e tão rapidamente

“É um pouco como o uso de uma panela de pressão, apenas que as pressões e temperaturas que usamos são muito maiores. Em certo sentido, estamos duplicando o processo da Terra, que converteu algas em petróleo ao longo de milhões de anos. Estamos apenas fazendo isso muito, muito mais rápido.” – disse o líder da pesquisa, Douglas Eliott.

O Departamento de Energia já tem um parceiro trabalhando na comercialização do processo para garantir que o produto seja comercializado nos postos de gasolina o mais cedo o possível.

[youtube_sc url=”http://www.youtube.com/watch?v=Qs0QZJ0rea0#t=60″ autohide=”1″]