Por: Sistema Por Acaso | 4 anos atrás

914906607009776316

Aparentemente, não foi só o Indiana Jones que encontrou o Santo Graal. Pesquisadores espanhóis dizem ter descoberto o real paradeiro do cálice sagrado que, segundo conta a história, Jesus utilizou na Última Ceia.

Margarita Torres e José Miguel Ortega del Rio concluíram que a relíquia mais famosa do mundo é, na verdade, o artefato atualmente conhecido como o cálice da Infanta Dona Urraca. Hoje, ele pode ser encontrado na Basílica de Santo Isidoro, na cidade de Leão – situada na Espanha.

91490660717103340-t640

Pergaminhos egípcios do século 14 relatam que, em 1055, o Santo Graal partiu de Jerusalém para Leão. Chegando à cidade espanhola, a relíquia foi entregue aos reis Fernando I e Dona Sancha. O cálice ainda foi modificado pela rainha Urraca I, quando uma nova base de cerâmica foi aplicada e muitas joias foram entalhadas para decorá-lo.

Originalmente, a relíquia era composta somente pela parte superior e era muito mais simples do que atualmente. Toda a história do artefato sagrado para os católicos, e sobre a investigação dos pesquisadores, pode ser encontrada no livro “Os Reis do Graal”.

91490660717103430-t640

Se o artefato sagrado for realmente o mesmo da Infanta Dona Urraca, isso significa que não foi apenas Jesus que o utilizou. Durante uma visita à cidade de Leão em 1964, o ditador espanhol Franco também bebeu no cálice.

Conhecido por ser megalomaníaco e fanático por relíquias religiosas, Franco bebeu no cálice durante o Congresso Eucarístico Nacional. Sendo assim mais um, além de Jesus – e do pai de Indiana Jones, o professor Henry Jones –, a beber no Santo Graal.

Muitos outros pesquisadores já haviam afirmado ter encontrado o cálice, mas sem ter a confirmação do Vaticano. Você acredita que, dessa vez, a localização da relíquia foi encontrada?

Fonte.