Por: Gabrielle Figueiredo | 10/11/2015

A carreira de designer de interface de usuário pode parecer sedutora, mas conversar sobre essa profissão com os pais pode ser um grande desafio. Uma pesquisa mundial feita pelo LinkedIn revelou que essa carreira é a que os pais mais têm dificuldade para entender. Além disso, 8 a cada 10 pais admitem que não se sentem confiantes para definir corretamente a função do seu filho.

A lista com as profissões menos compreendidas foi divulgada pelo LinkedIn para marcar a terceira edição do Bring In Your Parents Day (#BIYP), ação global em que profissionais de todo o mundo convidam os pais a visitarem o ambiente de trabalho, para que conheçam a vida profissional dos filhos. O evento tem como objetivo fazer a ponte entre as gerações, já que mais da metade dos pais entrevistados (55%) admitem não estar muito familiarizados com o que o seu filho faz.

Outras profissões citadas como incompreendidas pelo Bring In Your Parents Day incluem: atuário (com 74% dos pais alegando não saberem definir a função), cientista de dados (72%), gerente de mídia social (69%) e subeditor (67%).

No Brasil, a profissão menos compreendida é a de gerente de mídias sociais. Completam as três primeiras posições: gerente de relações públicas e designer de interface do usuário.

O estudo também revelou que as carreiras mais tradicionais são as melhores escolhas para evitar confusão, como professor (27%), médico (39%) e agricultor (39%), que apresentam as porcentagens mais baixas de pais que não sabem o que envolve o dia a dia da profissão.

Mais de 11.000 pais ao redor do mundo foram entrevistados sobre o quão confiante eles se sentiam ao definir uma série de carreiras, variando desde profissionais do mercado financeiro até técnicos de laboratório.

O Bring In Your Parents Dayestá foi realizado em 17 países: Austrália, Brasil, Canadá, China, França, Hong Kong, Índia, Itália, Japão, Espanha, Suécia, Singapura, Malásia, Holanda, Nova Zelândia, Reino Unido e Estados Unidos.

Veja as dez profissões menos compreendidas no Brasil e no mundo:

Brasil                                                                               
1) Gerente de mídias sociais (73%)
2) Gerente de relações públicas (73%)
3) Designer de interface do usuário (72%)
4) Subeditor (72%)
5) Gerente de equipe esportiva (72%)
6) Bombeiro (71%)
7) Piloto (71%)
8) Cuidador (70%)
9) Designer de moda (70%)
10) Produtor de rádio (70%)

Mundo

1) Designer de interface de usuário (80%)
2) Atuário (74%)
3) Cientista de dados (72%)
4) Gerente de mídias sociais (69%)
5) Subeditor (67%)
6) Produtor de rádio (64%)
7) Sociólogo (61%)
8) Gerente de relações públicas (60%)
9) Designer de moda (57%)
10) Gerente de equipe esportiva (55%)

Fonte: G1. Foto destaque: Divulgação.