Por: Cláudio Costa | 3 anos atrás

Com a busca incessante pela preservação do meio ambiente, é necessário procurar por fontes alternativas e renováveis de geração de energia elétrica. Pernambuco saiu na frente e construiu o primeiro parque de geração de energia híbrida do Brasil. A estrutura capta energia do vento (eólica), do sol (solar) e fica em Tacaratu, distante  453 quilômetros da capital Recife. A usina foi inaugurada há uma semana e já está em atividade.

Estrutura é capaz de gerar 340 gigawatt/hora por ano. Foto: Reprodução

Estrutura é capaz de gerar 340 gigawatts por ano. Foto: Reprodução Globo/Diuvlgação

Segundo o governo do Estado de Pernambuco, a estrutura é formada por duas usinas fotovoltaicas (que captam a luz do Sol), que têm potência instalada de 11 megawatts. Este é o maior parque fotovoltaico em operação no Brasil. No local, também foi construído um parque eólico (que gera energia através da força do vento) com cerca de 80 megawatts.

Ao todo, a estrutura é capaz de gerar 340 gigawatts por ano. O volume é suficiente para abastecer 250 mil residências. O investimento total feito pela empresa vencedora do leilão de energia solar, a Enel Green Power, no complexo foi de R$ 660 milhões. Segundo o governo de Pernambuco, o objetivo é consolidar o Estado como polo gerador de energias renováveis e produtor de equipamentos, tecnologias e conhecimento para o segmento.

“Nesse momento, Pernambuco e Tacaratu aumentam em mais de 30% a capacidade instalada de geração de energia solar no País”, comentou o secretário de Desenvolvimento Econômico, Thiago Norões. O modelo híbrido se mostra viável em 60% do território pernambucano. Estão mapeados 762 gigawatts com potencial competitivo no Estado, conforme aponta o Atlas Eólico e Solar de Pernambuco.