Por: Ricardo Daniel Treis | 6 anos atrás

Apesar de não ver uma dessas faz tempo, sei que ainda estão por aí, fazendo novas vítimas. “Mas tenho tanta coisa pra carregar”, e de fato, é complicado sair hoje em dia carregando no bolso chaves (muitas), carteira, telefone(s), fones de ouvido, pendrive, taser, spray de pimenta e demais itens derivados dessa doida rotina.

Pé no passado buscando uma solução para o presente, o artista do estúdio Jungle Tribe concebeu essa belezinha steam-punk abaixo: o Blaster 3.0. Pensei “Um coldre, loucura!” Não sei como fica o uso disso na prática, com o quê mais combina no guarda-roupa ou ainda como fica no modelo masculino, mas confesso que achei beeeeeeeem legal o look que a modelo pegou nas fotos. Pode ser só tara, sei lá, mas achei que vale compartilhar:

3 modos: coldre quadril, bolsa, coldre lateral dorso

O artista assumiu, a intenção na hora da concepção era fazê-lo com um visual mais agressivo – e isso sei que há de causar certa rejeição. Quem sabe outras releituras consigam inserir um novo acessório na roda, o que vocês acham da ideia?

Clique na imagem leva para a lojinha. O Blaster 3.0 custa a merreca de U$ 24 obamas.


Tem também na versão em couro preto.