Por: Ricardo Daniel Treis | 6 anos atrás

Um passeio pela localidade de Racetrack Playa, em Death Valley, Estados Unidos, dá aquela dose de paranormalidade que tanto gostamos de encontrar vez ou outra. Quem chega no local percebe que há pedras que se movem. O mais cabreiro é que elas vão deixando um rastro de seu percurso.

Nunca ninguém as viu se movendo, mas as trilhas não deixam dúvidas. Essas pedras se movimentam e as trajetórias nem sempre vão na mesma direção. O fenômeno pode ser explicado pelos fortes ventos que se fazem sentir no Death Valley (ou Vale da Morte, em português) e pela ajuda da água que desce das montanhas que envolvem o local.

No local são registradas correntes de até 240km/h, mas elas não são capazes de deslocar essas rochas de até 300 kg. O que facilita o fenômeno é derretimento da neve, que umidifica e cria gelo na base das pedras durante a noite. Desse modo, o atrito é reduzido e o vento se torna mais eficiente. Assim, as pedras podem andar e deixar seus rastros no solo – que já chegaram a 1 km.

Perdeu a graça, né? Negócio é só pegar as fotos, enviar por email pra toda família e escrever no título “Rochas em Death Valley, ninguém explica”.


Via Somente Coisas Legais.