Por: Ricardo Daniel Treis | 2 anos atrás

Matéria por Gabriela Bubniak, para O Correio do Povo:

Genival Santos fez da sala de aula uma pequena orquestra em que cada aluno pode escolher qual instrumento iria tocar (Foto: Eduardo Montecino)

Genival Santos fez da sala de aula uma pequena orquestra em que cada aluno pode escolher qual instrumento iria tocar (Foto: Eduardo Montecino)

Todas as semanas os cadernos e livros dão lugar à partitura e aos instrumentos musicais nas salas dos quartos anos do Ensino Fundamental da Escola Albano Kanzler. Idealizado pelo pedagogo Genival Santos da Silva, professor das turmas no período matutino e vespertino, o projeto para aulas de música envolve o contato direto com diversos instrumentos como a flauta soprano, chocalho, o agogô, o triângulo, pandeiros e outros.

As aulas iniciaram no fim de maio com a apresentação dos instrumentos e as especificidades de cada um, quando as crianças puderam escolher o que gostariam de tocar. A partir dali os alunos começaram a se familiarizar com as partituras e já conseguem fazer a leitura. “Esta é uma aula de música que visa ser suporte da alfabetização, auxiliando no desenvolvimento dos alunos em todos os sentidos e disciplinas”, explica Silva. O projeto tem duração de três meses, com término previsto para agosto.

Esse é um processo de aprendizagem que geralmente dura um ano, mas foi adaptado através de uma metodologia desenvolvida pelo professor, com a realização de três a quatro aulas por semana, cada uma com 45 minutos. O contato com a música, segundo Silva, trabalha com o desenvolvimento da coordenação motora, da disciplina, do trabalho em grupo, da concentração, audição e percepção de cada criança. “A música acaba trazendo a importância do respeito pelo próximo para poder trabalhar em grupo”, analisa o pedagogo, que também possui licenciatura em Música e bacharelado em Trombone.

A intenção é ampliar o projeto futuramente, oferecendo-o para outras turmas. Em agosto, para finalizar as aulas, os alunos farão uma apresentação em forma de orquestra para a comunidade e os pais.