Por: João Marcos | 24/10/2012

O assunto vem ganhando força na web essa semana  justamente por não se ver publicado na grande mídia, um silêncio assustador e revoltante. O tema trata de uma carta, que anuncia o suicídio coletivo dos índios da tribo Guarani-Kaiowá, reivindicando a falta de terra e liberdade no município de Naviraí – MS. Antes de mais nada confira a matéria publicada no Jornal da Gazeta por Bob Fernandes:

[youtube_sc url=”http://youtu.be/NlPEZ3qKp1s” width=”640″ autohide=”1″]

Na carta que você encontra completa nesse link, eles ainda falam:

Queremos deixar evidente ao Governo e à Justiça Federal que, por fim, já perdemos a esperança de sobreviver dignamente e sem violência em nosso território antigo. Não acreditamos mais na Justiça Brasileira. A quem vamos denunciar as violências praticadas contra nossas vidas? Para qual Justiça do Brasil? Se a própria Justiça Federal está gerando e alimentando violências contra nós. Nós já avaliamos a nossa situação atual e concluímos que vamos morrer todos, mesmo, em pouco tempo. Não temos e nem teremos perspectiva de vida digna e justa tanto aqui na margem do rio quanto longe daqui. Estamos aqui acampados a 50 metros do rio Hovy, onde já ocorreram 4 mortes, sendo que 2 morreram por meio de suicídio, 2 em decorrência de espancamento e tortura de pistoleiros das fazendas. Moramos na margem deste rio Hovy há mais de um ano. Estamos sem assistência nenhuma, isolados, cercados de pistoleiros e resistimos até hoje. Comemos comida uma vez por dia. Tudo isso passamos dia a dia para recuperar o nosso território antigo Pyleito Kue/Mbarakay. De fato, sabemos muito bem que no centro desse nosso território antigo estão enterrados vários de nossos avôs e avós, bisavôs e bisavós, ali está o cemitérios de todos os nossos antepassados. Cientes desse fato histórico, nós já vamos e queremos ser mortos e enterrados junto aos nossos antepassados aqui mesmo onde estamos hoje. (…) Não temos outra opção, esta é a nossa última decisão unânime diante do despacho da Justiça Federal de Navirai-MS.

Até quando? Até quando nosso governo irá se preocupar com a imagem do país lá fora, e deixar de lado o povo que faz essa máquina andar? Até quando iremos nos preocupar mais com o lazer do que com educação e saúde? Dar mais assistência a atletas, e não oferecer condições dignas de trabalho para médicos e professores? Não são 170 animais, 170 bandidos ou 170 políticos. São 170 BRASILEIROS dispostos a tirar sua própria vida, pelo simples fato de não poderem mais viver em suas próprias terras.

Está rolando uma petição online com o intuito de impedir essa tragédia, você pode acompanhar e assinar clicando aqui. E para quem quiser se informar ainda mais sobre o tema, o artigo mencionado no vídeo que saiu na Revista Época você pode acessar clicando nesse link.

Veja e ouça os índios da tribo Kaiowá:

[youtube_sc url=”http://youtu.be/n7tJWKCqS68″ width=”640″ autohide=”1″]