Por: Ricardo Daniel Treis | 31/01/2013

Não sei se vocês viram a edição de sábado d’O Correio do Povo, a matéria de capa era sobre os catadores de papelão de Guaramirim que vivem sob o viaduto próximo à Mannes. Histórias de vida à parte, não pude deixar de notar nas fotografias o estilo de um dos personagens em particular, a figura de Cláudio Rosa, de 27 anos. Cláudio optou por essa vida, “sou meu próprio chefe” disse o cara que é catador, pedreiro e jardineiro, e que nas horas vagas também gosta de desenhar (até onde vi, uns abstratos bem loucos, brincando com simetria).

Eis o indivíduo:

O catador Cláudio Rosa - fotos de Lúcio Sassi

Não sou um grande entendido de moda, mas tem coisas que mesmo fosse leigo perceberia: Cláudio está com roupas de um morador de rua, mas mandou bem no estilo. Confiram o cuidado que teve nos acessórios; o cara está usando pingentes, medalhões, pulseiras, cordões e fechou com um lenço na cintura. Já o lance do capacete com óculos industrial achei massa bagarai, parece influência de anime – percebam que completando a “armadura” ele está usando uma caneleira no braço direito.

Saca só a marra na foto abaixo:

Posso ter viajado na ideia, mas é questão de interpretação e circunstância. Se o cara estivesse no comando de passarela isso virava ensaio.


Como dito pela Mi, “a versão ‘moda de rua’ do Keane West”.