Por: Anderson Kreutzfeldt | 4 anos atrás

paniconaband

O “Pânico na Band” foi condenado a pagar R$ 20 mil ao ator David Pinheiro, que ficou famoso por interpretar o aluno Armando Volta, o Sambarilove, na “Escolinha do Professor Raimundo”, da Globo. A informação foi confirmada a Flashland pelo escritório do advogado do artista, Sylvio Guerra.

David entrou com um processo contra o programa alegando dano à imagem e à honra devido a uma sátira feita pelo humorístico em 2012. O programa exibiu o quadro “Escolinha do Professor Moribundo”, com atores travestidos de personalidades como Mussum, Zacarias, Chico Anysio e David.

O ator alega que ficou muito abalado depois da exibição do quadro, já que recebeu vários telefonemas para saber se estava vivo.
David Pinheiro Armando Volta o Sambarilove, na Escolinha do Professor Raimundo

O advogado de David Pinheiro disse a Flashland que, apesar de satisfeito com a decisão do juiz Mauro Nicolau, entrará com um recurso: “Foi um valor muito baixo, diante de tanto sofrimento. O caso aconteceu em 2012, quando David era candidato a vereador, e você pode imaginar todas as pessoas, desde cabos eleitorais até a família dele, assistindo ao programa que mostrava artistas que já morreram e colocando ele entre eles, foi uma coisa que deixou ele bastante abalado”.

Ele também comentou que David ficou feliz com o resultado: “Ele está muito satisfeito, porque realmente a justiça foi feita, mas eu não fiquei satisfeito com o valor, para mim ele é muito baixo. Mas eu não vou estimar quanto ele merece, como não fiz no primeiro momento”. Sylvio acredita que o tribunal do Rio de Janeiro dará uma resposta à apelação dentro de seis meses.

Procurada por Flashland, a Band, via assessoria de imprensa, afirmou que a emissora vai recorrer da decisão do juiz.

Sucesso na “Escolinha”, David Pinheiro entrou para a história da atração ao interpretar um enrolador nato. Sempre se dava bem porque comprava um presentinho para o professor Raimundo, a quem chamava “somebodylove”. “Pensei: por que comprá-lo, por que não comprá-lo? Comprei-o-o. Aceite, é de coração, sem o menor interesse…”, dizia o personagem.

Com o passar do tempo, Armando Volta ganhou mais espaço e um novo bordão. “Eis-me aqui, digníssimo, e pode perguntar, porque comigo pau é pau, pedra é pedra. Se sei, digo que sei; se não sei, digo que não sei e pronto! É papo dez e tapas leves, e dá-lhe que é barbada. E pronto!”.

Além de atuar na “Escolinha”, o ator participou de atrações como “Caça-Talentos”, “Zorra Total” e “Escolinha do Barulho”, essa na Record. Pinheiro tem ainda em seu currículo passagens pelo cinema e teatro.