Por: Ricardo Daniel Treis | 26/05/2011

Olhaí o artista jaraguaense em destaque novamente. Texto de Rubens Herbst:

Paloschi

No final do ano passado, o artista plástico e fotógrafo Márcio Paloschi, um gaúcho radicado há anos em Jaraguá, deu uma passada pelo lugar conhecido como Saara, região central do Rio de Janeiro de comércio popular fortíssimo e tradicional. Em um determinado ponto, ele deparou-se com construções decrépitas, ocupadas por comerciantes cujas atividades (sapateiro, por exemplo), aos poucos, estão desaparecendo. Paloschi sacou a câmera e fez a imagem aí de cima, selecionada pra participar do 13o Salão Graciosa de Artes Plásticas, que começou ontem e vai até sexta-feira no Graciosa Country Club, em Curitiba. A obra em questão, “22 + 21” – uma das 103 selecionadas pela comissão julgadora -, também é resultado de uma técnica pesquisada por Márcio, a impressão em chapa térmica digital. Aos que ficaram curiosos, é bom avisar que o moço – dono de várias coletivas no currículo – fará uma exposição individual na galeira do Sesc de Jaraguá, entre julho e agosto, na qual mostrará suas pesquisas em torno do ambiente urbano, só que com um teor artístico mais conceitual.