Por: Misael Freitas | 12 meses atrás

Segundo um estudo divulgado por pesquisadores de saúde pública da Universidade de Harvard, pacientes que dão entrada em hospitais e recebem cuidados de médicas têm menos chances de morrer do que aqueles que são tratados por médicos homens.

A pesquisa, que durou três anos e levou em conta os registros médicos de usuários do sistema de saúde dos Estados Unidos, revelou que independente da condição médica do paciente ao chegar no hospital, ele tinha mais probabilidade de morrer ou ser readmitido nos próximos 30 dias se fosse tratado por um médico do sexo masculino.

O estudo não especificou o porquê deste fenômeno, mas os autores acreditam, com base em outras pesquisas, que as mulheres geralmente pontuam melhor em testes médicos padronizados. Elas também são mais propensas a usar as melhores práticas ao tratar pacientes e passam mais tempo se comunicando com os seus pacientes.

A intenção dessa pesquisa é mostrar que não há motivos para que mulheres ganhem menos que homens quando decidem seguir uma carreira na medicina.

Fonte: The Verge