Por: Anderson Kreutzfeldt | 03/12/2013

Essa história inspiradora contada pelo pai da jovem Karrie Brown, uma garota portadora de síndrome de Down, deveria ser lida por todos. Ela está circulando online e não poderíamos deixar de compartilhá-la aqui.

Apenas algumas semanas atrás, o pai de Karrie (a garota da foto abaixo) postou no Facebook uma foto de sua filha a caminho do primeiro dia de aula. Ao voltar para casa, deparou-se com alguns amigos cujas filhas também tinham síndrome de Down perguntando onde ele tinha comprado as roupas da menina, que tinham tanto estilo e lhe caíam tão bem.

down1

Kerri define seu estilo pessoal como “biker chic”

Então o pai da garota contou a todos que eles compravam na Wet Seal (loja de departamentos que recentemente havia começado a vender roupas pluz-size) e que Karrie gostaria muito de ser modelo para eles. Uma página no Facebook nasceu no dia seguinte, tendo a intenção de capturar a atenção da Wet Seal – o que aconteceu com sucesso. A companhia então desafiou Karrie a conseguir 10.000 curtidas na página entre a quarta e a sexta-feira. Na quinta, ela já havia ultrapassado 11.000 opções curtir na rede social.

down2

“Muitas marcas podem falar sobre diversidade e inclusão, mas quando minha filha alcançou 10 mil likes no Facebook, a Wet Seal me informou que eu e Kerry voaríamos para a Califórnia para uma produção fotográfica profissional de moda.” Foi a vez em que o pai viu a garota mais entusiasmada com uma nova possibilidade em toda a sua vida. Ele conta que algumas pessoas lhe disseram para que não encorajasse a filha a fazer algo que “ela poderia não ser capaz de fazer“, mas para ele Karrie sempre representou alguém que lhe lembrava de que as pessoas não precisavam impôr limitações a si mesmas.

down3

kerry02E ele amou os momentos em que ela mostrou exatamente o que acontece quando você começa a subestimar alguém. Tudo o que esse “preconceito” é : um reflexo de si mesmo.

down4