Por: Sistema Por Acaso | 8 anos atrás

Listando Stanley Kubrick e filmes de zumbis como algumas de suas maiores referências, o artista inglês Jamie Hewlett conseguiu marcar a juventude inglesa dos anos 90 e 2000 não só como co-fundador do Gorillaz, mas também com intensa produção nos quadrinhos, TV e até mesmo em campanhas humanitárias.

Seus traços característicos já podiam ser vistos na HQ Tank Girl, bem famosa na Inglaterra no início dos anos 90. Foi essa sua pegada quadrinesca agressiva e irônica que definiu o rumo que o quarteto de macacos teria em seu som, tanto nos videoclipes quanto nas capas de CD um espaço limitado que ele sabe aproveitar bem.

Em 2006, seu trabalho com o Gorillaz lhe rendeu o prêmio de Designer do Ano pelo Design Museum e, dois anos depois, foi convidado pela BBC para fazer as vinhetas das Olimpíadas. Seu estilo tão consolidado foi surpreendentemente driblado por ele mesmo quando em 2009, a pedido da Oxfam, foi à Bangladesh e realizou uma série de aquarelas sobre mudanças climáticas que pouco tem a ver com as batidas eletrônicas da banda, mas que mantém a mesma agressividade implícita nas telas que registram habitantes das áreas que mais sofrem com as consequências dos desastres ambientais.

Conheça mais do trabalho de Jamie Hewlett, sabendo que você nunca mais verá o Gorillaz da mesma forma, mas saberá apreciar ainda mais o trabalho desse artista com a banda.

Via Música Pavê