Por: Deivis Chiodini | 5 anos atrás

Segue a lista com os 20 maiores nocautes do UFC. Lembrando que essa lista contempla uma opinião pessoal, com momentos que me marcaram nesses anos todos que acompanho o evento, mas é passível de grandes discussão. Esses momentos todos abaixo, vocês encontram no youtube facilmente.

Anderson-Silva-x-Vitor-Belfort

20° Vitor Belfort vs. Luke Rockhold | 2013 – UFC on FX 8: Jaraguá do Sul vivenciou esse momento. O ex campeão do Strikeforce, Luke Rockhold sentiu a fúria do Fenômeno, que com um belo e improvável chute rodado o nocauteou no 1° round.

[youtube_sc url=”http://youtu.be/3JGMYepT-Qw” width=”640″ autohide=”1″]

19° Rashad Evans vs. Sean Salmon | 2007 – UFC Fight Night 8: Nos tempos em que Rashad não tinha medo de se expor, ele era um lutador empolgante, acreditem! Ele mediu a distância e fingia estar preparando uma bomba de direita, mas surpreendeu com um belo chute alto que fez Salmon cair já completamente fora de combate.

18° Johny Hendricks vs. Jon Fitch | 2011 – UFC 141: Sem tempo para amarrar! Quando Jon Fitch ainda bem pensava em como fazer seu primeiro double leg na luta, Hendricks encaixou sua poderosa esquerda na ponta do queixo e nocauteou em 12 segundos de luta.

17° Junior Dos Santos vs. Fabricio Werdum | 2008 – UFC 90: Werdum, na época um contender ao cinturão, menosprezou o estreante Júnior Cigano. Com pouco mais de um minuto de luta, o estreante acertou um uppercut e terminou o serviço no chão, mostrando ao mundo porque anos depois seria o campeão dos pesados.

16° Vitor Belfort vs. Wanderlei Silva I | 1998 – UFC 17.5: Primeiro UFC no Brasil, ginásio da Portuguesa, era pré Zuffa. 35 segundos de luta e Vitor ligou a metralhadora, conectando mais de 20 golpes em Wanderlei, que nunca digeriu a derrota e até hoje espera por uma revanche.

[youtube_sc url=”http://youtu.be/aptiGY2PI3A” width=”640″ autohide=”1″]

15° Chris Weidman vs. Anderson Silva | 2013 – UFC 162: Anderson baixou a guarda, tirou onda e errou no deslocamento. A mão de Weidman entrou na ponta do queixo, e o que parecia impossível aconteceu. O reinado do Spider tinha um fim com um beijo na lona.

14° Quinton Jackson vs. Wanderlei Silva III | 2008 – UFC 92: Wanderlei havia vencido Rampage duas vezes no Pride, com duas surras, na última o deixando pendurado nas cordas. No UFC, a história foi diferente. Faltando pouco menos de 2 minutos pro fim do 1° round, Rampage conseguiu um belo cruzado no queixo de Wand, que já caiu desacordado. Foi só ouvir o urro de Rampage.

13° Rich Franklin vs. Nate Quarry | 2005 – UFC 56: Rich Franklin defendia o cinturão dos médios pela primeira vez. Após castigar Quarry, que tentava se recuperar, Rich acertou um belo cruzado de esquerda que apagou o adversário.

12° Mauricio Rua vs. Lyoto Machida II | 2010 – UFC 113: Shogun perdeu a primeira luta numa decisão polêmica e dessa vez não deu chance pro azar. Quando Machida tentou atacar, Shogun entrou com um overhand que derrubou o paraense, montou, colocou a mão no gogó e com a brutalidade habitual, fechou o caixão.

11° BJ Penn vs. Caol Uno I | 2001 – UFC 34: Caol Uno veio com tudo no inicio da luta, tentando a joelhada voadora que passou no vazio. Quando BJ tomou o meio do cage, entrou com uma sequência de socos que apagou Uno contra a grade, vencendo com um nocaute espetacular em 11 segundos.

10° Scott Smith vs. Pete Sell | 2006 – The Ultimate Fighter 4 Finale: Pete Sell acertou um forte golpe no fígado de Smith, que recuou, claramente sentindo o golpe e segurando a região. Quando Sell foi com tudo para terminar a luta, Smith emendou um direto de direita e nocauteou Sell. Uma cilada muito bem armada.

[youtube_sc url=”http://youtu.be/8saDZwNy0dQ” width=”640″ autohide=”1″]

9° Cheick Kongo vs. Pat Barry | 2011 – UFC on Versus 4: Cheick Kingo tomou um castigo de 25 segundos, levando 2 knockdowns nesse meio tempo e muitos árbitros teriam parado a luta. Mas Dan Miragliotta deixou o barco correr e ele, ainda grogue, próximo a tela acertou um direto de direita que apagou Barry, num dos maiores comebacks de todos os tempos.

8° Lyoto Machida vs. Rashad Evans | 2009 – UFC 98: Dois lutadores invictos. Rashad o dono do cinturão e Machida e até então seu indecifrável jogo de caratê. No 2° round Machida conseguiu um knockdown e foi castigando Rashad, que tentava sobreviver a todo custo, até ser prensado na grade e um direto de esquerda o apagar. Até
hoje lembro de Joe Rogan dizendo ” Ladies and gentleman, welcome to the Machida era”

7° Rashad Evans vs. Chuck Liddell – 2008 | UFC 88: Chuck era o cara na época e vinha de uma vitória numa batalha épica com Wanderlei Silva. Poucos apostavam em Rashad. Mas quando Chuck tentou o uppercut de direita, Suga foi mais rápido e mandou um belo cruzado de encontro, apagando Chuck. A comemoração andando pelo octógono e olhando com cara de quem “não acreditam? é normal pra mim” ficou pra história.

6° Anderson Silva vs Forrest Griffin – 2009 | UFC 101: Anderson estava de “castigo” após a luta chata com Thales Leites e foi escalado para encarar o ex campeão dos meio pesados na categoria de cima. Anderson baixou a guarda, chamou Griffin pra porrada, conseguiu o knockdown, esperou Griffin levantar (até ofereceu ajuda), baixou a guarda de novo, e andando pra trás, desferiu um jab certeiro que fez Forrest cair com o braço já levantado pedindo pra não apanhar mais. Foi tão humilhante que Forrest nem esperou o resultado, saiu correndo pros vestiários.

[youtube_sc url=”http://youtu.be/PoC08UarV5k” width=”640″ autohide=”1″]

5° Lyoto Machida vs Randy Couture – 2011 | UFC 129: A última luta do Capitão América terminou de maneira nada boa. Randy não encontrava a distância e o Dragão, no inicio do 2° round, fintou o chute com esquerda e mandou o voador frontal com a direita, fazendo Randy perder um dente. Um verdadeiro momento Karatè Kid no octógono.

4° Gabriel Napão vs Mirko Cro Cop – 2007 | UFC 70: Cro Cop sempre foi conhecido pelos seus potentes chutes altos, principalmente com a perna esquerda. Napão era uma grappler, ex campeão mundial de jiu jitsu. Mas as vezes, no octógono as coisas se invertem. Napão não teve medo de ousar e mandou um chutaço na cabeça de Cro Cop, que já caiu desacordado. O feitiço havia virado contra o feiticeiro.

3° Edson Barboza vs Terry Etim – 2012 | UFC 142: A moda dos chutes rodados começou nesse UFC do RJ. Edson Barboza já administrava a luta contra Terry Etim no terceiro round, quando do nada, tirou esse belíssimo chute rodado da cartola, que pegou em cheio com o calcanhar na têmpora do inglês e o fez cair duro, só faltando o grito de “madeira”.

2° Dan Henderson vs Michael Bisping – 2009 | UFC 100: Quem viu o TUF 9, sabe como Bisping é insuportável e encheu o saco do gente boa Hendo. No octógono ele pagou por isso. Hendo aproveitou que Bisping o circulou para direita e entrou com um gancho que fez Bisping cair seco. Hendo cheio de raiva e vendo Bisping no chão, pulou com tudo, acertando mais um soco antes da interrupção do árbitro, num dos nocautes, mais brutais da história.

1° Anderson Silva vs Vitor Belfort – 2011 | UFC 126: A luta do século. O início do hype do UFC para o grande público no Brasil. A maioria conhecia Vitor e mal sabia da genialidade de Anderson. Como mostrar para todos que ele era o campeão e que sobre ele que deveriam estar os holofotes? Simples, com um nocaute até antes nunca visto no UFC. Chute frontal por entre a guarda de Vitor, com a perna esquerda, dois socos para terminar e a luta do século durou menos de 4 minutos. Anderson como sempre fazendo o difícil parecer fácil.

[youtube_sc url=”http://youtu.be/nhkoqvXMd9k” width=”640″ autohide=”1″]