Por: Tita Pretti | 05/02/2015

Sete milhões de pessoas em todo o mundo participaram – até agora – da pesquisa Meu Mundo, uma enquete global, da Campanha do Milênio da ONU, que é a maior já realizada pelas Nações Unidas nos 70 anos de sua história. A consulta, aberta a todas as pessoas, entidades da sociedade civil, do setor privado, do governo e da comunidade científica, pede que os participantes definam suas prioridades na construção de um mundo melhor.

Entre os países que participaram da pesquisa, o Brasil está na 13ª colocação com 51.612 votos. Deste total, 54% são jovens com menos de 30 anos, 23% têm idades entre 30 a 45 anos, e 24% mais de 45 anos.

Uma boa educação, um governo honesto e atuante, um melhor serviço de saúde, proteção contra o crime e a violência, proteção das florestas, rios e oceanos, e o acesso à água potável e saneamento são as seis questões definidas pelos brasileiros como prioridades para que o mundo tenha um futuro melhor.

Além das prioridades destacadas acima, o jovens com até 30 anos desejam ter liberdade contra a discriminação e perseguição, bons transportes públicos e estradas, e melhores oportunidades de emprego. Já as pessoas com mais de 60 anos destacaram a importância de terem alimentos saudáveis e nutritivos, liberdade política e igualdade de gênero no futuro.

MYWorld_Governo

A pesquisa global Meu Mundo continuará ouvindo as pessoas até setembro de 2015. Os resultados serão compartilhados com os líderes mundiais que definirão a agenda de desenvolvimento global pós-2015, que vai ampliar os resultados dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio, enfrentar as desigualdades que ainda persistirem e os novos desafios que afetam o planeta.

A agenda pós-2015 já está sendo considerada a “mais inclusiva que o mundo já viu”, graças a participação de milhares de cidadãos de todos os cantos do planeta.

Para participar, clique aqui.