Por: Gabriela Bubniak | 13/10/2017

Atenção aos limites de velocidade, porque tem novidade na Segurança Pública de Jaraguá do Sul. Depois das câmeras de vídeomonitoramento que estão multando em diversos pontos da cidade, agora é a vez dos novos radares.

Durante os meses de agosto e setembro, a empresa Fotossensores fez a instalação dos radares e OCRs (equipamentos de leitura ótica de placas de veículos). De acordo com o diretor municipal de Trânsito e Transportes, Írio Riegel, a instalação ocorreu de forma gradativa, pontos diferentes do município. Mas maioria está instalada em pontos onde já era feito o monitoramento, e ao todo serão 34 faixas de trânsito monitoradas.

Os fotossensores recém substituídos passarão a notificar os veículos a partir da próxima segunda-feira (16). A informação é da Diretoria de Trânsito e Transportes de Jaraguá do Sul.

Serão apontados pelo sistema os veículos em desacordo com a velocidade máxima permitida, que avançam o sinal nos semáforos, e os que estiverem com pendências na documentação ou com registro de furto/roubo.

Um dos trechos monitorados é o cruzamento das ruas Presidente Epitácio Pessoa com a Coronel Bernardo Grubba, no Centro. Ali, existiam sensores de avanço de sinal e de velocidade em apenas duas faixas e, a partir de agora, serão oito faixas monitoradas no total.

Veja os locais:

– Rua Bernardo Dornbusch, esquina com Carlos Eggert – (Vila Lalau)

– Rua Bernardo Dornbusch, esquina com Alberto Santos Dumont – (Vila Lalau)

–  Avenida Prefeito Waldemar Grubba, esquina com rua Heinrich August Lessmann (DG da WEG) e na altura dos números 1.801, 1.400 e 2.811 (Vila Lalau e Centenário)

– Rua Presidente Epitácio Pessoa, esquina com rua Coronel Bernardo Grubba (Centro)

– Rua Ângelo Rubini, esquina com rua Padre Aloísio Boeing (Barra do Rio Cerro)

– Rua Feliciano Bortolini, esquina com a rua Padre Aloísio Boeing (Barra do Rio Cerro)

– Rua José Theodoro Ribeiro, na altura do número 689 (Ilha da Figueira)


– Rua João Planincheck, esquina com rua Walter Marquardt (Vila Nova)

Funcionamento dos novos equipamentos

Os sensores serão interligados com a Polícia Militar por meio de um central. Se um carro com registro de furto, por exemplo, passar pelo local, a polícia recebe uma notificação via Whatsapp em tempo real. “Vem uma tarja vermelha acusando, dizendo que o veículo tem ocorrência e a PM poderá acompanhar por onde o veículo está circulando”, explica o diretor de Trânsito e Transportes, Írio Riegel. Veículos com registro de irregularidades, como licenciamento, também serão apontados pelo sistema.

Informações: OCP Online
Foto de capa: Gabriel Júnior/OCP