Por: Isah Sanson | 7 anos atrás

O Grêmio Esportivo Juventus reabriu os portões do estádio João Marcatto na segunda-feira (9). Apesar de não haver água e luz no local, a nova diretoria trabalha confiante na reversão da situação negativa em que o clube se encontra.

A primeira iniciativa tomada neste sentido será o lançamento de um programa de sócios, com algumas diferenças em relação aos que existiram em outras gestões. Desta vez o clube irá trabalhar apenas em dois níveis: torcedor e empresa.

Outra novidade será a criação de um setor exclusivo para os associados no estádio. “Será na arquibancada coberta, onde os sócios torcedores terão todo o conforto, com banheiros e lanchonetes exclusivas à disposição”, comenta o presidente Jerri Luft.

O projeto, que está em fase de finalização, também prevê o sorteio de brindes e jantares de prestação de contas. “Será uma forma de aproximação e retribuição ao apoio dos torcedores”, comenta Jeferson de Oliveira, vice-presidente administrativo.

A mensalidade foi estipulada em R$ 30 (trinta reais) e nos próximos dias deve ser marcada uma coletiva de imprensa para apresentar a ideia oficialmente. De momento, a diretoria também trabalha na elaboração do projeto de sócios para empresas.

Segundo Henrique Porto, diretor de marketing, um terceiro e mais complexo projeto está em elaboração. “É um projeto de fidelidade premiada, onde o torcedor ajudará o clube direcionando seus gastos usuais, como supermercado e combustível, para as empresas conveniadas”, diz.

Mas este projeto deve demorar um pouco mais para entrar em prática. “Inicialmente estamos discutindo a ideia com comerciantes, para que o projeto seja vantajoso para as três partes: o torcedor, o clube e o conveniado”, comenta Luft. “Caso o projeto engrene, dará ao clube uma garantia mensal de caixa”, completa Porto.

Mais informações através dos telefones (47) 9137 1852 e (47) 8820 0099.