Por: Max Pires | 14/07/2011

 

nany peopleO espetáculo “Então… Deu no que deu”, idealizado por Nany People, é atração no Centro Cultural da SCAR, de Jaraguá do Sul. A comediante apresenta-se no dia 23 de julho, às 20 horas e os ingressos podem ser adquiridos no teatro no valor de R$ 50,00 (inteira) e R$ 25,00 (meia).

O espetáculo satiriza situações do cotidiano, especialmente os encontros e desencontros afetivos; as diferenças e acertos do universo masculino/feminino, de total interação com a plateia.

Segundo a crítica, Nany possui uma habilidade autêntica de ler as plateias e temperar sua performance com elementos que tornam o público um parceiro de cena. Desta forma quem assiste ao espetáculo produz endorfinas em um nível tão especial que o show deveria ser indicado por psicólogos, psiquiatras e psicoterapeutas como uma alternativa ao tratamento da depressão.

Atriz, humorista, apresentadora de shows, eventos performáticos, telegramas animados, feiras, convenções e comédia stand up, Nany Paople projetou-se no cenário nacional em 1997, como repórter do programa “Novo comando da madrugada”, de Goulart de Andrade na extinta Rede Manchete, além de atuar como jurada residente do programa “Guerra é Guerra”, da Rede Mulher.

Fez curso de Extensão Universitária de interpretação pela Unicamp, além de ter estudado teatro na Escola Macunaíma. Trabalhou por 10 anos no Teatro Paiol (SP) com a Família Goulart/Bruno em diversas funções. Em 1998, interpretou com absoluto sucesso um dos mais importantes papéis femininos da obra do dramaturgo alemão Bertold Brecht, a Viúva Begbck, na peça “Um Homem é um Homem”, dirigida por Alexandre Stockler (Teatro Faap/SP).

Participou de filmes como “Cama de gato” (1998), “Acredite, um espírito baixou em mim” (2001). Na televisão, além de atuar no programa “Novo comando da madrugada” participou dos programas Flash (Rede Bandeirantes), “Comando da madrugada” (Rede Gazeta), “Hebe” (SBT) e do humorístico “A praça é nossa” (SBT). No rádio, trabalhou nos programas “Zíper” com o médico Jairo Bouer e “Pânico”, ambos na Jovem Pan; e “Sexo oral”, na Rádio 89,1 (Rádio Rock) também com Jairo Bouer.

Nany People também assinou uma coluna na revista G Magazine e por várias vezes se apresentou no projeto “Segundas intenções”, de Thereza Piffer e Marcelo Várzea ora como humorista, ora cantando. A comediante é convidada especial como mestre de cerimônias do Risorama no Festival de Teatro de Curitiba, desde 2004, e do Improriso, no Festival de Humor de Belo Horizonte, projeto que atualmente encontra-se em exibição às terças-feiras no Teatro Procópio Ferreira (SP). Produziu e protagonizou desde junho/2007 a comédia “Nany People salvou meu casamento”, excursionando por todo o País, além de ter cumprido temporada por 6 meses no teatro Brigadeiro (SP) em 2008.

Atualmente excursiona pelo Brasil com a stand-up “Então… Deu no que Deu”, de sua própria autoria, depois de ter cumprido temporada de 2 meses  simultaneamente no Teatro Procópio Ferreira (São Paulo) e Teatro dos Grandes Atores (Rio de Janeiro).