Por: | 8 anos atrás

Em 2003, o cineasta e músico Gustavo Acioli dirigiu um curta-metragem chamado “Nada a Declarar” que encena uma entrevista realizada com um artista, interpretado por Bruce Gomlevsky, que verbaliza um discurso cínico, desconcertante, provocativo. É um filme que ao mesmo tempo é espelho – distorcido ou cristalino – de seus espectadores e estímulo para reflexão sobre nossas atitudes diante da barafunda da sociedade brasileira.

Via Pensar enlouquece.