Por: Ricardo Daniel Treis | 6 anos atrás

Quando conectei ao Facebook na tarde de sábado me senti compelido a voltar à página do evento para deixar uma saudação ao grupo. Não que minha reverência fosse necessária, mas quis fazê-la querendo retribuir a energia positiva compartilhada naquela manhã no pátio do Ginásio Arthur Müller. O discurso é uma síntese do que rolou no dia:

Parabéns moçada, foi exemplar! Cheguei lá às 8h17 e até me senti envergonhado por ver que a turma tinha avançado tanto no trabalho que restava pouco a fazer. A transformação pode ter sido leve se comparada ao que o espaço precisa, mas foi simbólica. O prefeito apareceu e do bate-papo entre organizadores e pessoal da FME a previsão não é outra senão otimista quanto ao futuro do ginásio. Minha reverência a todos pelo trabalho e atitude exemplar, tenham certeza que valeu cada gota de suor.

A cena quando cheguei já era dos montes de entulho arrumados. O que restou foi pegar a vassoura e ajudar a amontoar a cacalhada menor…

A tarefa foi mais difícil pelos cantos do ginásio, transformados literalmente numa latrina. Porém o capim foi aparado e a sujeirada recolhida. Nos finalmentes achei que ia faltar caminhão pro tanto de material coletado.

Com o pessoal da FME lá tivemos a oportunidade de entrar no ginásio para ver as condições e trocar ideias. O lugar foi literalmente abandonado à deterioração.

Pelas 9h30 o prefeito chegou pra conversar com os participantes – veio de bike ainda por cima. Dentro do ginásio foi debatida a sua reforma e adequações, a ampliação da pista de skate, reestruturação das áreas externas para treino de basquete e também a humanização do ponto. Entre as sugestões estava a derrubada dos muros para transformar a área em parque, instalação de banheiros e guarita para posicionamento de vigia, ou ainda um posto da PM para atendimento local.

PARA ENCERRAR
Como disse, o que mais valeu do ato foi seu simbolismo. O local virou notícia novamente – boa, dessa vez-, a comunidade mostrou união e as autoridades apareceram para interagir. Houve troca de ideias, sugestões foram anotadas e melhorias prometidas. A limpeza do local poderia ser obrigação da Prefeitura, mas um mutirão como esse faz as coisas acontecerem mais rápido, e mostra a força do povo. É de atos como esses que a cidadania vai criando raiz e perde sua timidez… Não seriam esses os primeiros passos para termos uma nação menos confortável para os corruptos?