Por: Ricardo Daniel Treis | 7 anos atrás

Dôna Santalina

Ô dôna Santalina, como vai a irmã? Ah, espera…

De cabeça baixa e ao lado do advogado Valmir Kellner, Santalina Borges Meurer, 64 anos, chegou nesta quarta-feira na Delegacia da Mulher de Jaraguá do Sul onde prestou depoimento. Ela é acusada de se passar pela irmã falecida Neli Ferreira Borges por 35 anos. Ela também teria registrado o neto como filho.

Cercada por câmeras e microfones a idosa se calou e deixou que o advogado falasse por ela.

– Ainda não definimos a estratégia de defesa porque ainda não sabemos por quais crimes minha cliente será denunciada ao Ministério Público – destacou.

Kellner adiantou que tentará provar durante o processo que Santalina foi coagida pelo segundo marido, Agenor José Duarte de Souza, hoje com 55 anos a falsificar os documentos para se casar com ele.

– Temos uma carta enviada por Agenor à dona Santalina datada de 1972, um ano depois dela casar com o primeiro marido (Jacob Bernardo Meurer) que leva crer que desde aquela época ele sugeria isto a ela para ficarem juntos – disse o advogado.

Via AN, continue lendo


Sem maldade, só pela observação: seria dôna Santalina uma duas-caras?