Por: | 6 anos atrás

Achei este artigo do Cardoso lá no Meio Bit e vale compartilhar.

Uma vez conheci uma criatura tão patologicamente ciumenta que não tinha conceito de privacidade. Abria as correspondências que chegavam para o namorado e uma vez para mostrar que ele não tinha segredos ela pegou a carteira do cara e abriu na frente de todo mundo, futucando no conteúdo. (sim, ele era, e não, não fui eu).

Esse tipo de atitude doentia hoje deu lugar a uma moda muito pior: Nos EUA adolescentes resolveram que “prova de amor” não é mais bolagato no cinema, agora é entregar as senhas de Facebook, gMail, Twitter, etc.

É uma espécie de demonstração de confiança que tem tudo pra dar errado, dado que 99% dos namoros adolescentes duram menos de 1CS. (o CS, ou Casamento-Sinead é uma subunidade da Unidade Internacional para Relacionamentos Patéticos, o Kardashian. Um Kardashian equivale a 5.14CS)

Essa semana o Facebook Brasil passou por uma crise, quando um idiota invadiu a conta de uma menina e postou fotos de uma orgia adolescente na qual ela sequer aparecia, mas foi o suficiente para que a pobre menina fugisse para o Canadá, aproveitando a vaga da roommate da Luiza. (TODO MUNDO fez piada com isso, não gostou me processe)

Imagine a quantidade de namoricos que não dão certo, e terminam por besteira. Agora imagine que aquela guria que trocou o sujeito por uma versão piorada do Draco Malfoy, aquela guria que o ex-namorado magoado quer ver esfaqueada, esforneada, escoreada. envenenada com estricnina,  queimada e carbonizada, atropelada por um rolo compressor, imagine que essa menina deixou com o ex todas as senhas de Internet.

Não vai dar certo.

Mesmo assim, segundo uma pesquisa do Pew Internet and American Life Project, 30% dos adolescentes trocam senhas com os namorados. Sam Biddle, do Gizmodo resumiu bem: “Conheço um monte de casais que trocaram senhas. Nenhum deles não se arrependeu”.

A regra é clara: Se você precisa saber as senhas de sua namorada ou namorado, se você desconfia da pessoa a ponto de ter que vigiar o que ela faz online, há algo muito errado nesse relacionamento. E não é a Internet.

De resto, dar as senhas das contas principais só serve para enganar trouxa, conheço gente que tem até Orkut de Pegação e uma amiga minha (não a do começo do texto) sempre se gabava de ter as senhas do namorado, até um dia em que ele se confundiu e mandou email pra ela com a conta Alanzinho23cm@<provedor>.

“Além de canalha é mentiroso”  disse ela.