Por: Sistema Por Acaso | 5 anos atrás

Dedicação: Grupo Focinhos Carentes busca apoio para construir a nova casa de Zequinha e seus 40 cães. Morador também precisa de doações de materiais.

caos

Amor pelos animais e dedicação são duas coisas que não faltam para o morador do interior de Jaraguá do Sul e catador de latinhas José Paquer Neto, de 58 anos, mais conhecido como Zequinha. Ele acolhe na sua singela moradia, cerca de 40 cães que foram abandonados e viviam nas ruas. A estrutura não é boa, não protege em dias de chuva e está a ponto de cair, mas há espaço para todos em baixo do teto precário.

Um grupo de 10 voluntárias da entidade Focinhos Carentes ajuda com ração, tosa e vacina, mas este ano a preocupação aumentou em relação à casa que abriga Zequinha e os cães pois a qualquer momento pode ceder. A causa foi abraçada e a equipe pede apoio da população para a arrecadação de recursos materiais necessários para a construção de um lar melhor.

Recuperação

A ideia é construir uma nova e mais segura estrutura de madeira no mesmo terreno, para que não precise sair do local onde vive há mais de 12 anos. “Ele é uma pessoa do bem. Não incomoda ninguém e não tem outro objetivo a não ser cuidar dos companheiros”, diz a voluntária da entidade, Mariane Fiedler, 46. “Ele tenta manter tudo o mais limpo possível, porque dorme e vive rodeado de cãezinhos”.

Descrente de qualquer tipo de ajuda além do grupo de voluntárias, Zequinha conta que já correu e ainda corre atrás de auxílio para melhorias na casa. “De tanto tempo que a gente pede, começa a não acreditar mais que pode receber”, conta José Paquer Neto. “Sempre gostei de cães e vou gostar até o fim da minha vida, mas muitas pessoas não entendem.”

Doações por conta bancária:
1- Agencia 0405-7
Conta corrente número 53.793-4 – Banco do Brasil
Cedentes: Fernanda Junkes e Lucia Helena Lopes
Informações: 3371-3464 ou 8859-5406 e também através do facebook. 

Fonte: OCP Online.