Por: Ariston Sal Junior | 3 anos atrás

 

LE492783E297D4FE88142C3B91A2E6265

Ministro do Esporte Aldo Rebelo (Reprodução Estadão)

 

Depois do fiasco da Seleção Brasileira diante da Alemanha, o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, declarou que quer mudanças no esporte mais amado no país. Ele afirmou para imprensa que mudanças na administração esportiva já eram necessárias antes mesmo da Copa do Mundo.

Rebelo diz que o governo exige mudanças na estrutura do esporte e rejeita a ideia de que a CBF pode, sem participação estatal, possa administrar o setor. A Fifa proíbe que governos promovam qualquer intervenção nas federações nacionais, sob a ameaça de expulsar o país das Copas. Mas Brasília estima que existe espaço para agir.

“Eu sempre defendi que o Estado não fosse excluído por completo do futebol. Será uma intervenção indireta”.

Segundo ele, existe áreas de “interesse público” e uma mudança pode alcançar até mesmo a CBF.

Aldo, em entrevista ao Estadão, classificou os 7 x 1 como “uma marca muito terrível para o futebol brasileiro. O ministro pede uma melhoria na qualidade da gestão dos clubes, novas leis e até impedir a exportação de jovens craques. O ministro também pede uma organização no calendário e até mesmo na estrutura financeira dos times.

Via Estadão