Por: João Marcos | 5 anos atrás

A segunda parte do Rock in Rio, que está marcada para começar na quinta-feira, pode estar ameaçada. Após duas vistorias realizadas no último fim de semana, o Ministério Público Estadual entrou com um pedido de liminar para suspender a realização do evento “até a comprovação de que foram sanadas as irregularidades” nos postos médicos do local, na noite de terça-feira.

Segundo a assessoria do MP, as irregularidades foram detectadas nas vistorias dos Bombeiros e do Ministério Público durante o primeiro fim de semana do evento. De acordo com o laudo oficial, o número de médicos, de leitos, de suprimentos e de ambulâncias era insuficiente e não cumpria o que havia sido exigido.

Ainda de acordo com o Ministério Público, as irregularidades incluíam ainda “áreas de escape das ambulâncias obstruídas”, “falta de sinalização dos postos médicos”, entre outros. De acordo com a assessoria, trata-se de uma “tutela coletiva da defesa do consumidor”.

A assessoria de imprensa do Rock in Rio informou que não foi notificada oficialmente da liminar. Porém, afirmou que que os organizadores já estão trabalhando para atender os pontos apontados no laudo do Corpo de Bombeiros.

Via G1