Por: João Marcos | 3 anos atrás

Nessa quarta-feira  foi apresentado em Buenos Aires, na Argentina, o modelo para as novas placas de identificação de veículos do Mercosul. A nova placa passará a ser obrigatória em 2016 para veículos de transporte de mercadoria e de passageiros. Automóveis de passeio deverão ter a inédita identificação só a partir de 2018.

O modelo mostrado na capital portenha terá, além da bandeira do país de origem do veículo no lado esquerdo, o símbolo do Mercosul também na parte superior. A identificação contará com sete caracteres, sendo duas letras, três números e novamente outras duas letras. As combinações possíveis para esse padrão são de 450 milhões, número mais que suficiente para décadas de uso. Atualmente, a frota circulante no bloco comercial é de cerca de 110 milhões de carros.

Com a unificação de placas com os demais países do Mercosul (Venezuela, Argentina, Paraguai e Uruguai), o controle sobre a travessia de fronteiras com veículos deve ser maior e mais eficiente. Um novo sistema de compartilhamento de dados com informações como o nome do proprietário do veículo, número da placa, marca, modelo, tipo de carroceria, número de chassi, ano de fabricação e histórico de roubo e furto também será colocado em funcionamento junto com as novas placas.

Via Estadão.