Por: Ariston Sal Junior | 15/05/2014

images

Um menino de dois anos que teve de ser internado às pressas na noite desta quarta-feira no Hospital Materno Infantil Dr. Jeser Amarante Faria, em Joinville, pode ter consumido mais de 20 pontos de LSD, uma potente droga produzida em laboratório, que atua diretamente no sistema nervoso e provoca alucinações.

A criança foi levada às pressas ao pronto-atendimento da zona Sul (PA Sul), no Itaum, por volta das 11 horas da noite. Segundo a Polícia Civil, a criança pode ter consumido a droga acidentalmente em um ponto de tráfico que está sob investigação.

As pílulas estavam em uma caixa, ao alcance da criança, na casa dos pais. Agentes daPolícia Militar, da Divisão de Investigação Criminal e da Delegacia da Criança e do Adolescente também investigam se o que houve foi mesmo um acidente.

Conselho Tutelar também foi acionado. A criança passou por uma série de exames durante a madrugada no Hospital Infantil.

Ela deve ser internada ainda na manhã desta quinta-feira e terá de passar por novas avaliações médicas. Ainda não é possível determinar a quantidade de comprimidos que foram ingeridos, nem a extensão exata dos danos à saúde da criança.

O LSD é a sigla de Lysergsäurediethylamid, palavra alemã para a dietilamida do ácido lisérgico, que é uma das mais potentes substâncias alucinógenas.

Os comprimidos produzem grandes alterações no cérebro, atuando diretamente sobre o sistema nervoso e provocando fenômenos psíquicos, como alucinações, delírios e ilusões.

É uma substância sintética, produzida em laboratório, que adquiriu popularidade na década de 60, quando não era vista como algo prejudicial à saúde.

Via AN/RBS