Por: Sistema Por Acaso | 30/01/2015
O estudante José Victor e Jorge Carvalho, secretário de Estado da Educação de Sergipe

O estudante José Victor e Jorge Carvalho, secretário de Estado da Educação de Sergipe

Com apenas 14 anos, um estudante de Itabaiana (SE) conseguiu autorização judicial para cursar Medicina na UFS. Na última edição do Enem, José Victor Menezes Teles conseguiu fazer 751,16 pontos na prova geral e 960 na redação.

Diante do resultado, José Victor recorreu à justiça para poder fazer uma prova de proficiência que lhe desse o certificado de conclusão do Ensino Médio, já que ainda estava no 1º ano. Com a devida autorização, ele fez a avaliação exigida, foi aprovado e agora está apto para se matricular e ocupar uma das 100 vagas do curso na universidade.

“Ontem ficamos sabendo através do nosso advogado que a liminar foi concedida em favor do José Victor e seguimos com o documento para a Secretaria de Estado da Educação, onde ele fez em seguida uma prova de proeficiência com 120 questões de todas as disciplinas e uma redação. Ele foi aprovado e recebeu certificado do ensino médio que o habilita a fazer matrícula na UFS”, afirmou José Mendonça Teles, pai do garoto.

José Victor sempre sonhou em ser médico e, para isso, recorreu a uma rotina de estudos puxada e foi em busca de conteúdos que ainda não havia visto na escola. “Passei o ano passado estudando para o Enem, além do conteúdo dado em sala de aula. Era uma média de três horas por dia só resolvendo questões de provas anteriores, sem dúvida a técnica para estudar e armazenar o conhecimento foram decisivas para o meu desempenho. É preciso saber organizar o tempo e também se preparar para saber como será a prova no dia”, explica o estudante.

Via Administradores.