Por: Ricardo Daniel Treis | 4 anos atrás

“A partir de fevereiro do ano que vem, a venda de ingressos pela metade do preço para portadores de carteirinha de estudante em eventos como cinema, teatro e competições esportivas será limitada a 40% do total de entradas disponíveis. Quando a cota for atingida, todos terão de pagar o valor integral do bilhete, não importa se tenha carteirinha. A restrição à chamada ‘meia’ consta do Estatuto da Juventude, que a presidenta Dilma Rousseff sancionou nesta segunda-feira 5.”

No artigo do site da Carta Capital seguem as informações, colocando-se que “a limitação é uma vitória da classe artística e dos produtores culturais”. Como a maioria dos que comentaram lá, discordo. O autor pareceu ignorar as tarifas abusadas de bilheteria a que somos expostos, estudantes ou não; ou ainda, as estatísticas de perfil do público destes eventos.

"O bilhete dourado Billy! E custou apenas a metade do dobro!"

A classe artística e dos produtores já estava adaptada ao sistema da carteirinha, e agora esse consentimento velado da parte do público tem tudo para deixar de existir. Vamos ver o qual será o primeiro grande evento de 2014 que vai arriscar manter o agouro sobre nossas carteiras, e se isso não vai ser, até que enfim, contestado.