Por: João Marcos | 5 anos atrás

E pra quem achava que não tinha mais volta, olhaí:

Em janeiro de 2012, depois de anos de litígio e acusações de pirataria e infração a leis de direitos autorais, a página foi fechada e seu criador, o alemão Kim Dotcom, preso. A novidade é que, mesmo às voltas com um pedido de extradição para ser julgado nos Estados Unidos, KIm não desistiu. Colocou uma nova versão da página no ar – agora intitulada Mega – e anunciou: o site estará de volta à ativa em 19 de janeiro de 2013.

@KimDotcom não perdeu a chance de cutucar seus inimigos ao anunciar a nova página – que por enquanto só disponibiliza um e-mail para cadastro.

“A Nova Zelândia será a casa de nosso novo website: Mega.co.nz – alimentado pela legalidade e protegido pela lei”.

A questão é que, aparentemente, existe uma brecha. Graças a uma nova estratégia de encriptação que oculta o conteúdo do arquivo disponibilizado, a plataforma, em tese, não poderia ser responsabilizada por hospedar conteúdos – afinal, como saber se o que existe nos arquivos é ilegal ou não sem quebrar o sigilo do cliente que fez o upload?

Via The Next Web