Por: Sistema Por Acaso | 14/01/2015

Um médico não licenciado está sendo acusado de assassinato no Camboja. Ele teria infectado 212 pacientes com o vírus da AIDS.

Segundo a polícia, Yem Chrim espalhou o vírus por meio de equipamentos contaminados. Ele prestava serviços de saúde baratos para pessoas com condições financeiras precárias. Tais pacientes acreditavam que ele teria poderes especiais de cura.

Autoridades precisaram examinar um total de 1940 pessoas na província de Battambang, noroeste de Camboja, onde o homem atuava.

um-medico-nao-licenciado-esta-sendo-acusado-de-assassinato-no-camboja-ele-teria-infectado-212-pacientes-com-o-virus-da-aids

As organizações governamentais de saúde determinaram que haveria uma ligação entre as injeções que ele aplicava e o HIV entre as pessoas examinadas.

Fonte.