Por: Sistema Por Acaso | 21/01/2015

universo-marvel-1417620209733_615x300

A editora de quadrinhos Marvel, dona de títulos como “Homem-Aranha”, “Vingadores” e “X-Men”, anunciou nesta terça-feira (20) que vai zerar o passado e reescrever tudo o que se sabe sobre suas HQs desde a década de 1960. As mudanças atingem também o chamado universo Ultimate (cronologia inaugurada nos primórdios dos anos 2000) e serão formalizadas com o início de uma série intitulada “Guerras Secretas”, prevista para maio, que irá lançar as bases para a reorganização do universo Marvel de agora em diante.

“Uma vez que publicarmos ‘Guerras Secretas’ #1, não existirá mais o Universo Marvel, Universo Ultimate, nada disso. Será tudo Battleworld”, declarou Tom Brevoort, vice-presidente de publicação e editor-executivo da Marvel Comics. No universo Marvel, Battleworld é o nome de um planeta criado a partir de fragmentos de outros mundos pelo personagem Beyonder durante a primeira versão de “Guerras Secretas”, lançada ainda nos anos 1980, que serve de palco de batalhas entre os super-heróis e vilões criados pela editora. Foi nessa saga, por exemplo, que o Homem-Aranha adquiriu seu uniforme negro.

Dividida em oito partes, a nova versão de “Guerras Secretas” também pode trazer a ressurreição de personagens importantes que morreram ao longo das décadas nas HQs da companhia, como a ex-namorada de Peter Parker Gwen Stacy. “Se quisermos ressuscitá-la, este seria o lugar ideal para fazê-lo”, disse Axel Alonso, editor-chefe da Marvel.

Ainda de acordo com os executivos, a editora irá lançar nos próximos dias um mapa interativo que revelará os diferentes países que abrigarão os personagens nesse novo Battleworld e as histórias em que eles irão aparecer.

Semanas atrás, a Marvel havia anunciado que os títulos “Vingadores” e “Novos Vingadores” seriam encerrados em abril, dando lugar ao título “The All-New, All-Different Avengers”. Novos títulos e reformulações devem ser revelados pela editora em breve.

Ao contrário da DC, editora rival e dona dos direitos de heróis como Batman e Superman, a Marvel nunca havia reescrito a história de suas criações desde a década de 60. A DC, por sua vez, zerou suas cronologias com sagas como “Crise nas Infinitas Terras”, de 1985, e recentemente outra vez com os “Novos 52”.

Via Uol.