Por: | 8 anos atrás

Até hoje, pouco se sabia sobre o programa “Legendários”, que será comandado por Marcos Mion na Record. O ex-VJ da MTV levou com ele nomes emblemáticos da emissora musical, como João Gordo, Felipe Solari e os integrantes do “Hermes e Renato”.

Tanto suspense foi justificado –e em parte ainda mantido– pela equipe do programa como uma forma de “proteger” alguns quadros e personagens até a estreia da atração, no próximo dia 10, sábado.

O programa pretende abordar temas como ecologia, política e variedades investindo no humor. Se a fórmula parece batida, o resultado também lembra bastante o conteúdo de programas como o “CQC” e “Pânico na TV”.

legendarios

“Hoje em dia é muito difícil criar algo novo. É óbvio que uma coisa ou outra sai parecida. A nossa preocupação é fazer diferente”, disse Mion hoje durante entrevista coletiva para apresentar o programa.

Em “Legendários”, Mion estará acompanhado de outros 13 artistas, que vão de humoristas já conhecidos da TV e internet até a ex-BBB Jacqueline Khury. Semelhanças com Sabrina Sato no “Pânico”? Ela diz que não. “A Sabrina faz o trabalho dela, eu faço o meu. Espero que não haja essas comparações porque os trabalhos são diferentes”, afirmou.

Mesmo assim, Jacqueline aparece também em trajes mínimos em trechos do programa que foram divulgados. Em um deles, veste uma tapa sexo feito de folhas e tem uma cobra enrolada nos seios nus.

A ex-BBB e os demais integrantes ganharam quadros específicos e uniformes nas cores preto e laranja, inspirados em uma liga de super-heróis.

Semelhanças

O único quadro do programa exibido hoje para a imprensa mostra João Gordo em uma reportagem sobre o valor arrecadado em multas em São Paulo no ano passado. Vestido com os fiscais da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), Gordo saiu às ruas perguntando aos motoristas o valor que gastaram em multas no ano passado e “multando” aqueles que cometem alguma infração.

A reportagem ainda faz piada com o fato de as multas precisarem estar pagas para que então o motorista possa recorrer. Na sátira, Gordo aparece devolvendo filmes em uma locadora no dia certo e, mesmo assim, é multado em R$ 80 reais. O atendente então explica que ele precisa primeiro pagar, para depois reclamar.

O trecho é permeado por intervenções gráficas engraçadinhas, a exemplo das inserções animadas usadas no “CQC” e no “Pânico”.

Ao fim da matéria, Gordo conversa com fiscais de verdade e entrevista o prefeito Gilberto Kassab.

“Família”

“Legendários” irá ao ar aos sábados, às 21h45, e terá uma hora e meia de duração. “O público que está em casa nesse horário é geral. Acho que as pessoas saem de casa para a balada mais tarde, por volta de 0h e 1h”, disse Mion.

“Minha expectativa é atingir o máximo de gente que pudermos. Os dois, três pontos [de audiência] que eu dava na MTV… esse público vem comigo. Meu desafio agora é não perder os oito, nove que estão me esperando”, diz o apresentador.

Sobre a responsabilidade de concorrer com “Zorra Total”, da Globo, Mion diz que não quer roubar o público da emissora carioca. “O controle remoto está na mão das pessoas, são elas que decidem.”

Na apresentação, Mion defendeu o investimento em temas para toda a família e disse que a proposta do “Legendários” é “não humilhar ninguém”. “Vamos fazer um programa do bem. Não queremos rir das pessoas, queremos rir junto com as pessoas.”

Sobre as piadas da turma do “Hermes e Renato” –que mudará de nome após um concurso que o programa lançará–, Mion afirma que não haverá censura, apenas “consciência de saber o que fazer para agradar o público da TV aberta”.

Bruno Sutter, um dos humoristas do grupo, diz que as piadas com religião ficarão de fora do programa. “A gente já satirizou todos os tipos de religião, e deu problema até na MTV. Como a gente tá na TV aberta e atinge muita gente, tem que respeitar”, afirma.

Via Folha.