Por: João Marcos | 3 anos atrás

Um grupo de 12 manifestantes se reuniu em frente ao 62 Batalhão de Infantaria de Joinville para reivindicar a intervenção militar na tarde deste sábado. O desejo da dúzia é protestar para que qualquer governo dito “marxista” e “comunista” fique fora do poder.

17181001 (1)

O contador Eduardo Gomes Charão, de 26 anos, assumiu a posição de porta-voz do movimento. Ele veio de Balneário Camboriú para protestar a favor do retorno do regime militar. Além de joinvilenses, moradores de outras cidades de Santa Catarina engrossaram o coro de doze pessoas.

— Queremos transformar o país em uma potência econômica — almejou o contador.

De acordo com Charão, o impeachment está descartado, mas a intervenção não. Por isso eles se reuniram em frente ao batalhão. Mas tiveram que mudar de calçada a pedido dos militares, por obstruírem a ciclofaixa e estarem dentro da área militar.

O grupo se articula através de uma página do Facebook, a união patriótica de Santa Catarina.

Via