Por: Ricardo Daniel Treis | 26/11/2010

Segue texto publicado no blog Intervalo:

Malwee Futsal

 

O comunicado da saída do patrocinador da equipe de futsal da Malwee amanheceu no site do time nesta sexta-feira. Como era esperado. Não houve uma manifestação de corpo presente. Um documento cheio de agradecimentos e louvores aos resultados anunciou o fim.

Tudo como era previsto enquanto a boataria rolava solta por muito tempo.

Claro que há a lamentar a saída de uma empresa séria de um projeto tão vitorioso. Mas não há reparos a fazer a uma decisão talvez estratégica da empresa. De maneira alguma pode haver a crítica. Por longos anos a Malwee cumpriu aquilo que se propôs no futsal de Jaraguá.

Impossível imaginar que patrocínios durem para sempre. Ou alguém acredita que a Krona bancando o futsal de Joinville será eterno? Idem com o basquete. Não. Uma hora a decisão é revista, independentemente dos resultados. E aí o que tem de ficar é o agradecimento.

É lógico que os bastidores da decisão nunca serão completamente esclarecidos. Há muita conversa rolando. O discurso adotado para anunciar o fim é politicamente correto e abonado por tudo o que a parceria produziu.

O que pode ser criticado é que tão poucas empresas tenham a visão do marketing esportivo, do investimento em equipe que pode ser simplesmente adotada e idolatrada, motivo de orgulho para uma cidade inteira, como foi o caso da Malwee. Infelizmente, a conta é enorme e fica sempre nas costas de poucos.

Com o respeito que merece, a Malwee no futsal de Jaraguá do Sul é passado (a equipe cumprirá os compromissos que têm pela Taça Brasil e Estadual, que particularmente acho que ela não fará questão de avançar às próximas fases).

Sendo a Malwee passado, fica a pergunta: e agora? Jaraguá do Sul tem a vaga na Liga Futsal (a vaga, esclareça-se, não é da Malwee, é da ADJ, uma entidade).

Cabe a ela correr atrás da máquina para que Jaraguá continue no cenário. Provavelmente não tão forte, mas suficientemente competitiva para manter a paixão do jaraguaense pelo futsal acesa à espera da recuperação natural da força que tinha com a Malwee – e uma retaguarda assim se alcança justamente com trabalho e transparência.

Abaixo, a nota divulgada pela Malwee:

 

Malwee Informa Nov 2010

Numa década, a equipe Malwee Futsal conquistou títulos inéditos para S.C.

História Exemplar.

No término de 2010, registra-se o fim de um patrocínio que consagrou a equipe de futsal de Jaraguá, por onde atuaram os melhores craques do mundo. O projeto foi iniciado em 2001, através da parceria entre a empresa Malwee e a Associação Amigos do Esporte Amador de Jaraguá do Sul/SC.

A relação de patrocínio entre a Malwee e o time Jaraguá tornou-se um dos mais bem sucedidos cases de marketing da história do futsal brasileiro. Os resultados positivos para todos que integraram esta parceria levaram a esse sucesso desde 2001.

Foi ao lado da Malwee/Jaraguá que os resultados mais expressivos do futsal brasileiro aconteceram. Para orgulho dos fãs que acompanham o esporte, a Malwee Futsal acumulou títulos nacionais e internacionais. Entre as principais conquistas, o hexacampeonato Estadual, o tetra dos Jogos Abertos de Santa Catarina (JASC), o tetracampeonato da Liga Nacional, o tetra da Superliga, o hexa da Taça Brasil, o hexa Sul-Americano, e o penta da Libertadores da América.

Além de render estatísticas incontestáveis nas quadras, o sólido apoio da empresa, com patrocínio e completa infraestrutura, ajudou na formação de profissionais e também cumpriu um compromisso social, atraindo à prática de esportes, os jovens que se espelham em ídolos mundialmente consagrados.

As jogadas plásticas e o placar vitorioso nas quadras levaram o nome de Jaraguá do Sul, cidade de fundação da Malwee (sucessora da Firma Weege 105 anos) a ser conhecida em todo o país e até no exterior.

Ao final deste ciclo vitorioso, a Malwee agradece a dedicação de todos, bem como da imprensa e principalmente desta torcida apaixonada, que lotou as arquibancadas e mandou vibrações positivas, sorriu ao ver o time jogar e criou uma identificação que certamente vai ser lembrada por muitos e muitos anos.

A Malwee continuará abraçando a sua gente e se concentrando em seus projetos de preservação ambiental, atuação em causas solidárias e apoio à educação e ao desenvolvimento infantil, pois sempre acreditou que agir com responsabilidade social não é só um assunto da moda, mas é uma razão para abraçar e um compromisso comunitário e ecológico, como preservar o Parque Malwee (um santuário ecológico de 1.500.000 m²) a 33 anos.