Por: Dyovana Koiwaski | 4 semanas atrás

A partir de agora, os animais marinhos resgatados em Santa Catarina vão receber tratamento no maior Centro de Reabilitação e Despetrolização do país, inaugurado em Florianópolis nesta semana.

A obra, executada pelo Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS), tem 3 mil metros quadrados de área construída e pode receber mais de 170 animais marinhos ao mesmo tempo.

Sancionada lei que regulamenta Uber. O que isso muda pra gente?

 

O espaço conta com 12 piscinas, sendo uma para abrigar pinguins, uma para aves voadoras, uma para golfinhos, uma para lobos/leões marinhos e oito para uso misto.

O Centro ainda tem um ambulatório, salas de estabilização, internação e isolamento, laboratório de análises clínicas, sala de necropsia, para o caso dos animais encontrados mortos, cozinha para preparação de alimentos para animais e área administrativa.

No total, haverá capacidade para receber 120 pinguins, 50 aves voadoras, dois leões/lobos-marinhos e um golfinho, simultaneamente.

O Centro está localizado dentro do Parque Estadual do Rio Vermelho e será administrado pela Associação R3 Animal, através de uma parceria com o Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA-SC) e a Polícia Militar Ambiental.

É importante lembrar que, em caso de avistamento de animal marinho ferido ou morto, recomenda-se manter a distância, evitar aglomerações e acionar imediatamente a instituição, pelo telefone 0800 642 3341.

Leia mais:

Golpe no WhatsApp oferece álbum da Copa para roubar dados pessoais