Por: Deivis Chiodini | 5 anos atrás

O UFC volta a Inglaterra, e deveria ter como luta principal o ídolo local Michael Bisping. Mas com uma lesão no olho ele será substituído pelo ex campeão dos meio pesados, Lyoto Machida, que faz sua estréia entre os médios contra seu ex colega de treinos Mark Muñoz. No card preliminar vale a pena dar uma olhada na luta entre Rosi Sexton e a
brasileira Jéssica “Bate Estaca(!)” Andrade.

ufc-fight-night-30-large1

Vamos a análise do card principal:

Phil Harris x John Lineker (categoria dos moscas): 5° colocado no ranking dos moscas, o brasileiro com nome de centroavante inglês, John Lineker terá antes da luta um grande adversário. Ele precisa bater o peso da categoria, já que perdeu o mesmo em 2 das 4 lutas que fez no UFC e Mr. Dana já deixou claro que não gosta disso. Fora isso, ele terá pela frente o bom e experiente inglês Phil Harris, que lutará embalado pela torcida. Harris tem seu jogo calcado no grappling, em derrubar e usar seu bom jiu jitsu buscando as finalizações. Mesmo sendo um bom grappler, Harris tem muitas dificuldades por baixo e costuma ceder as costas na hora de subir. Já Lineker tem dificuldades no chão e deverá controlar a luta em pé, usando seu bom boxe e muay thai, com as combinações de chutes baixos, socos na linha de cintura e overhands incrivelmente fortes para a categoria dos moscas.
Palpite: Harris irá tentar quedar, mas Lineker tem evoluído na defesa de quedas e conseguirá o nocaute no 2° round.

Alessio Sakara x Nicholas Musoke (categoria dos médios): O veterano italiano Alessio Sakara esta com a corda no pescoço após 3 derrotas no UFC e mais um revés contra o estreante sueco Nicholas Musoke pode ser o fim da linha para ele. Apesar de seu um bom faixa preta de jiu jitsu, Sakara tem em seu forte o bom boxe, onde usa boas combinações e tem poder de nocaute. Contra ele pesa o gás, que costuma sumir no meio das lutas.Quanto ao sueco, sou sincero em dizer, só fui conhecer hoje, por vídeos no youtube, e me pareceu um lutador que gosta da luta de pé, com bom condicionamento físico e que aproveita as brechas do adversário para buscar o nocaute. Vamos ver como se comporta no UFC.
Palpite: Por ter maior bagagem no UFC, vou de Sakara por pontos.

Norman Parke x Jon Tuck (categoria dos leves): O campeão do TUF: Smashes, Norman Parke busca sua terceira vitória consecutiva contra o americano Jon Tuck. Aqui teremos uma batalha de grapplers, onde a luta agarrada deve predominar. Tuck tem um estilo predominantemente do jiu jitsu, com o quadril solto e de bastante giro, buscando posições, enquanto Norman, é mais duro, mas também mais paciente no chão, controlando melhor e usando também o ground and pound para ser efetivo. Em pé. os 2 não exibem muita técnica, apesar de bom punch, mas Parke tem mais controle do jogo de grade e clinche e isso pode ser decisivo.
Palpite: Parke é um lutador pragmático, mas eficiente e levará essa por pontos.

Jimi Manuwa x Ryan Jimmo (categoria dos meio pesados): O nigeriano Manuwa segue invicto na carreira no MMA e uma boa vitória sobre Ryan Jimmo pode o colocar próximo ao top 10 da concorrida categoria dos meio pesados: O canadense Jimmo, após uma estréia arrasadora com um nocaute em 7 segundos acabou derrotado na sua penúltima luta e venceu a última de forma burocrática, o que é um perigo na recente onda de cortes do UFC. O canadense é um lutador que gosta de controlar na base
do caratê, com chutes e movimentação, sempre saindo do raio de ação e aproveitando as brechas pra colocar pra baixo e controlar no ground and pound. Já o nigeriano é um lutador visceral , que vem para trocação franca, com um boxe de alto nível e uma mão pesadíssima. Se conseguir se manter de pé e encurtar a distância, tem tudo para não deixar a lutar ir até o final do 3° round.
Palpite: Manuwa deve impor seu ritmo forte desde o inicio e nocautear no 1° round.

Ross Pearson x Melvin Guillard (categoria dos leves): O lutador da casa Ross Pearson tenta manter o bom ritmo após seu retorno a categoria dos leves, já que vem de 2 nocautes. Ele terá pela frente o veterano do TUF 2 e na organização desde 2005, Melvin “The Young Assassin” Guillard. Dois lutadores que buscam a luta de pé, Pearson tem a base de seu jogo no taekwondo, usando muito as combinações de chutes no corpo e golpes retos. No chão, ele mostrou alguma desenvoltura por cima e pode surpreender Guillard, que tem no grappling seu conhecido calcanhar de aquiles. Já Guillard prima pelo boxe e o queixo duro, sempre buscando a trocação franca. Guillard também costuma usar muito bem seus joelhos no clinche e seu poder de nocaute é devastador. Uma luta que tem tudo pra ser a luta da noite.
Palpite: Melvin Guillard tem mais punch e a hora que a mão entrar já era. Nocaute no 2°round de Guillard.

Lyoto Machida x Mark Munoz (categoria dos médios): 2 ex companheiros de treinos e grandes amigos se enfrentam no main event. Após um longo período parado, Muñoz retornou ao octógono com uma boa vitória sobre Tim Boetsch e estava escalado para enfrentar Michael Bisping. Mas com a lesão do inglês, ele se ve frente a frente com o ex campeão dos meio pesados, Lyoto “The Dragon” Machida, que faz sua estréia na categoria, após a polêmica derrota para Phil Davis, que o tirou do caminho da
revanche contra Jon Jones. Será o velho duelo que estamos acostumados a ver: Um wrestler tentando encurtar e colocar Machida com as costas no chão e o Dragão trabalhando os contragolpes com velocidade, movimentação e excelente defesa de quedas. Na maioria dos casos, Machida consegue frustar seu adversários, mas por isso seu jogo é considerado feio e chato. Não esperem um Machida se arriscando o tempo todo. Ele irá controlar Munoz, que tentará a todo custo o clinche e a queda. Em pé o arsenal do brasileiro é infinitamente superior, e ele vai como sempre esperar uma brecha, um erro de seu adversário, para ai sim tentar nocautear. Se cair com as costas no chão, terá vida, pois ali Muñoz estará em casa, controlando no ground and pound e pontuando.
Palpite: Machida é um dos lutadores mais técnicos do UFC e controlará a luta até ver Munõz cansado e frustrado, para ai sim buscar um nocaute no 4° round.