Por: Gabrielle Figueiredo | 3 anos atrás

O lucro líquido da WEG teve crescimento de 2,6% no terceiro trimestre de 2015, em comparação com o mesmo período do ano passado, totalizando R$ 265,4 milhões. A receita líquida de vendas subiu 23,9% de julho a setembro, fechando em R$ 2,55 bilhões. O faturamento em relação ao mercado externo subiu 37,4% e no mercado interno teve avanço de 9,4%.

Os equipamentos de geração, transmissão e distribuição de energia (GTD), que corresponderam a 24,1% da receita, tiveram o maior avanço nas vendas, de 6,2%. “É importante lembrar que as entregas de sistemas eólicos começaram no 3º trimestre. Este efeito deverá diminuir gradualmente nos próximos trimestres, com a contribuição deste negócio para o crescimento convergindo para um nível mais sustentável”, diz o comunicado da empresa divulgado a investidores, ontem.

No Brasil, a companhia notou que a baixa atividade econômica e a queda na demanda por energia tem diminuído a demanda por investimentos em expansão e gerando o adiamento dos investimentos em manutenção. As perspectivas para os próximos anos é que o crescimento tende a ser cada vez mais concentrado no exterior nesse setor.

Equipamentos eletroeletrônicos industriais corresponderam à maior parte das vendas (58,3%), mas tiveram queda de 5,5% na receita. “A demanda segue dependendo dos investimentos em manutenção da capacidade instalada, que é resiliente, mas é insuficiente para fazer o mercado crescer”, diz a WEG.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) foi de R$ 395,1 milhões no período, 12,7% a mais que no terceiro trimestre de 2014.

Via OCP.