Por: Sistema Por Acaso | 5 anos atrás

Provocar a interpretação do observador. Esta é a intenção do jovem artista jaraguaense, Lucas Krutsch, 17 anos, com a exposição “O Verso do Inverso”. Em torno de 20 trabalhos compõe a mostra, aberta para visitação na Biblioteca Padre Elemar Scheid, na Universidade Católica de Santa Catarina. Alguns são desenhos com grafite, enquanto outros foram criados com pintura a óleo e mistura de fotografia com design gráfico.

Em de todas as técnicas, mais especialmente na última, reside a energia do autor em estimular perspectivas, de sair da obviedade, do sentindo comum e único. As inspirações artísticas vêm do surrealismo, um movimento artístico e literário de vanguarda que eclodiu na década de 20, para romper com o racionalismo. Entre os pintores, Krutsch destaca a admiração pelos trabalhos de Salvador Dalí.

13686261609259228_89912

A aptidão para as artes acompanha o jovem desde a infância. Entretanto, ele começou a desenvolver traços e técnicas há pouco mais de um ano, para impressionar uma colega. “Sempre gostei de desenhar, mas aí comecei a desenhar mais e mais. Fui criando meus próprios conceitos e logo consegui uma bolsa de artes plásticas da Scar”, contou.

Com talento, dedicação e trabalhos às vistas, apareceram oportunidades no caminho. Logo, o jaraguaense tinha um estágio como designer gráfico e passou a nutrir interesse pela fotografia, como consequência converteu as duas habilidades para criação de novos trabalhos. O processo foi fundamental para adquirir capacidade de atuar da criação à finalização das peças.

sfdasdf

Apesar do ramo de atuação parecer evidente, o jovem artista não espera definir tão cedo qual será sua profissão. Ele passou em primeiro lugar para a faculdade de artes plásticas, mas pretende buscar outras possibilidades. “Senti que não era a hora, que não era a hora de definir o que eu vou ser pro resto da vida, mas sim, hora de viver”, conceituou. Para o jovem, as incertezas do futuro são um estímulo, até mesmo para a produção artística.

Uma linha de raciocínio que segue os pensamentos de uma figura inspiradora para Kutsch. No campo das ideologias, o jovem tem referências na figura de Christopher Mccandless, conhecido também com Alexander Supertramp, um viajante americano que teve a história eternizada no livro “Na Natureza Selvagem”. “Minha inspiração vem de momentos, sentimentos e principalmente sonhos”, comentou.


13686257877c41545_89912

Veja mais desenhos de Lucas no portfólio dele.

Fonte.