Por: Ariston Sal Junior | 4 anos atrás
Foto Lucio Sassi/OCP

Foto Lucio Sassi/OCP

Longe do giz e do apagador, professores de Guaramirim agora contam com a tecnologia como aliada para garantir a atenção dos alunos dentro da sala de aula. O município adquiriu 11 lousas digitais e 29 notebooks.

De acordo com a secretária de Educação, Cláudia Chiodini, foram gastos cerca de R$ 63 mil na aquisição dos equipamentos. O município recebeu o recurso de uma emenda parlamentar do deputado federal Jorginho Mello, que totalizou R$ 97 mil, o restante do valor será investido na aquisição de mobiliários. “A escola tem que acompanhar as mudanças tecnológicas, pois as novas gerações já nascem neste ambiente. Precisamos chamar a atenção deles para novos conhecimentos aliados à tecnologia. É uma forma de enriquecer o ensino e melhorar a qualidade na hora de ensinar estas crianças”, defende. Apenas 11 unidades escolares receberam um aparelho cada, mas a meta é ampliar o programa. Para contemplar as seis escolas que faltam, a Prefeitura já fez uma nova solicitação para adquirir mais lousas. A intenção é comprar através do pregão do Fundo Nacional deDesenvolvimento da Educação (FNDE).

Uma das unidades que recebeu o equipamento é a Escola Municipal Urbano Teixeira da Fonseca. A novidade parece ter agradado alunos e professores, que desconheciam a ferramenta. A professora Márcia Maida acredita que o equipamento enriquecerá o trabalho e prenderá a atenção dos alunos. “A escola precisa estar se modernizando. Para os alunos é uma curiosidade e, para os professores, algo que estimula o nosso próprio aprendizado”, diz. Como ainda não são todos os professores que sabem manusear o equipamento, Márcia fica responsável por levar a lousa para a sala de aula, mas nas próximas semanas outros professores serão capacitados.

A turma do segundo ano gostou da novidade. Eles tiveram o primeiro contato com o equipamento na manhã de ontem. Brendha dos Santos, de 8 anos, prontamente se ofereceu para experimentar. “Queria ter um desses em casa. Acho que vai ser bem mais legal de estudar”, comemora.

Como funciona

A lousa digital funciona como um computador, onde a imagem é projetada no próprio quadro da sala de aula. Além de poder utilizar dispositivos móveis para abrir arquivos e mostrar aos alunos, o professor pode usar as funcionalidades próprias da lousa digital. Os comandos podem ser feitos com o teclado e mouse, e também diretamente na tela com a caneta digital.