Por: Sistema Por Acaso | 4 anos atrás

riodestaque

Há alguns meses, foi publicada uma coleção de fotos chocantes das margens da poluída Baía de Guanabara, no Rio de Janeiro – local onde serão realizados as provas aquáticas dos Jogos Olímpicos de 2016. E a situação é ainda pior quando vista em imagens aéreas.

Rachel Glickhouse, do Global Post, acompanhou um biólogo e um fotógrafo durante um voo por cima das águas do Rio de Janeiro para conferir qual é a situação real do local onde aproximadamente 400.000 turistas e torcedores de futebol visitarão em breve para acompanhar a Copa do Mundo de 2014. E o que eles viram é terrível.

O biólogo Mario Moscatelli, que monitora as hidrovias cariocas há décadas, chama a baía de uma “latrina real”, apesar do fato de bilhões de dólares terem sido gastos para limpar a Guanabara nos últimos 20 anos. A degradação ambiental só piorou, diz o biólogo. “No Rio, se você vai à praia, você está visitando um esgoto”, completou Daniel Becker, um pediatra e fundador do Centro de Promoção da Saúde no Rio.

Esses são os principais problemas que persistem há décadas e precisam ser eliminados em menos de dois anos:

  • apenas cerca de 40% do esgoto é tratado, e o resto vai para as águas da cidade
  • entre 80 e 100 toneladas de lixo são jogados na Baía de Guanabara todos os dias
  • 12 locais entre praias da Zona Sul não são seguros para nadar
  • problemas de saúde causados pela exposição a matérias fecais podem acontecer com qualquer um, especialmente com quem vai à praia
  • Hepatite A pode ser transmitida pela exposição ao esgoto
  • esgoto também pode causar diarreia, doenças microbiais e parasitas
  • o esgoto atrai insetos e ratos, que podem transmitir doenças
  • o esgoto também pode contaminar água potável quando chove

Os problemas podem ser vistos nas imagens aéreas abaixo:

Fonte.