Por: Max Pires | 03/02/2011

jesse-angelo-d-da-news-corp-mostra-pagina-do-jornal-the-daily-feito-apenas-para-o-ipad-1296666349195_615x300.jpg

Em evento realizado em Nova York nesta quarta-feira (02), o empresário Rupert Murdoch, dono da News Corp – grupo de mídia proprietário de publicações como “The Wall Street Journal” e “The Times” –, apresentou o “The Daily”, o primeiro jornal feito exclusivamente para o tablet da Apple.

O jornal terá custo de US$ 0,14 por dia e inicialmente só estará disponível nos Estados Unidos.  Os usuários ainda terão a opção de fazer uma assinatura semanal por US$ 0,99 ou anual, pagando US$ 39,99. As primeiras duas semanas do jornal serão gratuitas, pois uma operadora norte-americana vai custear o uso nesse período.

“Nossa meta de audiência é chegar aos 15 milhões de americanos, que pretendem comprar tablets no próximo ano”, disse o empresário durante a apresentação. “O objetivo é que o ‘The Daily’ seja fonte indispensável de informação, notícias e entretenimento.”

Dentre os recursos do “The Daily”, para quem comprar as edições, estão imagens que giram em 360 graus e vídeos em alta definição.  A ideia é que o jornal una texto, fotografia, áudio, vídeo e infográficos aliados à interação proporcionada pelo tablet.

O aplicativo do “The Daily” virá com o jogo Sudoku e palavras cruzadas, informações sobre o tempo e uma página personalizada de esportes – em que o usuário poderá escolher seu time e receber informações específicas. Assinantes poderão deixar comentários nas notícias em forma escrita ou por meio de áudio.

As páginas do jornal estarão dispostas em forma de carrossel, de modo que o usuário poderá interagir com o toque na transição de notícias.  Haverá ainda um botão shuffle: ao acioná-lo será possível ver notícias que ainda não foram lidas. O conteúdo, diferente da edição da revista “Wired” para o tablet, não ficará armazenado no próprio tablet e será acessado apenas pela web.

No que diz respeito a integração com redes sociais, o “The Daily” terá habilitado botões para compartilhamento de notícias no Facebook, Twitter e por e-mail. 

O aplicativo está disponível gratuitamente na iTunes Store, porém, para ver o conteúdo, o usuário vai precisar pagar uma das taxas de assinatura.

Parceria Apple e News Corp

“Desde o primeiro dia em que nos encontramos com o Rupert e sua equipe, nós sabíamos que nós iríamos redefinir como as pessoas consomem notícias”, disse Eddy Cue, vice-presidente de serviços de internet da Apple. 

Ele ainda comentou sobre a expectativa de sucesso da publicação digital. “Os usuários de iPad são ávidos consumidores de notícias. São mais de 5 mil aplicativos específicos para notícias disponíveis para usuários do iOS.”

Sobre a opinião de Steve Jobs sobre o “The Daily”, Murdoch comentou que na semana passada recebeu uma ligação dele – que está de licença médica desde 18 de janeiro – dizendo que o jornal “era realmente magnífico”.

Questionado sobre como vai determinar o sucesso do “The Daily”, Murdoch disse apenas “quando nós vendermos milhões”. O executivo afirmou que tem uma expectativa alta em relação ao lançamento, que teve “custos muito baixos” para empresa. “Gastamos US$ 30 milhões, mas teremos um custo de apenas meio milhão por semana.”

 

Resposta do “The New York Times”

Em resposta ao aplicativo lançado pela News Corp, o jornal “The New York Times” trabalha em um projeto semelhante. O News.me, como é conhecido o aplicativo, ainda está em fase de testes e deve focar na colaboração entre os usuários, notícias populares na internet e recomendações dos contatos nas redes sociais para definir o que é relevante para o leitor.

Diferentemente de seu concorrente, o News.me não terá conteúdo produzido exclusivamente para a plataforma. De acordo com o site norte-americano TechCrunch, que testou o aplicativo ainda em versão beta, as novas funcionalidades ainda estão sendo adicionadas diariamente, o que indica um tempo considerável de amadurecimento até o lançamento ainda sem data prevista. 

Expectativa para o lançamento

Oficialmente, Rupert Murdoch, empresário e diretor-geral da News Corp (um dos maiores grupos de mídia do mundo), só admitiu o desenvolvimento do “The Daily” em novembro. Na ocasião, ele se referia ao jornal como um dos projetos mais empolgantes de mídia e entretenimento que sua empresa estava trabalhando.

Era para o “The Daily” ser lançado no dia 19 de janeiro. Porém, a Apple precisava de mais tempo para adequar o sistema de cobrança de assinaturas na iTunes Store (loja de aplicativos e conteúdos).

O investimento estimado do grupo de mídia no “The Daily” é de US$ 30 milhões. Foram contratados mais de 100 profissionais para trabalhar no projeto.

Salvação da mídia impressa?

De acordo com a agência a AFP, o jornal reuniria as três grandes paixões do empresário de mídia: jornais, o iPad e achar uma maneira de cobrar pelo conteúdo – sobretudo em tempos de redução de circulação de publicações impressas. As versões online dos jornais da News Corp, como o “The Wall Street Journal” e o “The Times”, liberam alguns trechos de matéria e exige a assinatura do serviço para ter acesso a todo o conteúdo.

Antes mesmo de planejar o lançamento do jornal, Murdoch já havia mostrado sua admiração pelo tablet da Apple, sobretudo pela possibilidade de redução no custo de matéria-prima em comparação ao jornal tradicional.

“Pode ser a salvação dos jornais, pois você não tem que se preocupar com os custos de papel, tinta ou caminhões [para distribuição].” Porém, ressaltou que o portátil da Apple não vai acabar com a mídia impressa. “O iPad não destrói o jornal tradicional, ele apenas mostra [o conteúdo] de uma forma diferente.”