Por: Gabrielle Figueiredo | 3 anos atrás

Segue artigo publicado por Lucas Pavin no site Avante!

Sobrou garra, mas faltou futebol. O Juventus até tentou acabar com a sequência negativa de três jogos consecutivos sem vitórias, mas com uma atuação fraca tecnicamente, o Moleque Travesso acabou sendo derrotado pelo Tubarão por 1 a 0, na noite de quinta, dia 30, no Estádio João Marcatto, em duelo que finalizou a quarta rodada do returno da Série B do Campeonato Catarinense. Raul fez o único da partida, aos 36 minutos do segundo tempo.

Juventus Foto Rafael Verch

Foto: Rafael Verch

Com o revés, o Tricolor estacionou nos 20 pontos e caiu para a quinta colocação da tabela, sendo ultrapassado justamente pelo Tubarão, que chegou aos 23, e é o quarto lugar. Além disso, o time comandado pelo técnico Edson Borges se complicou na briga rumo à elite, ficando quatro pontos atrás do vice Brusque – o primeiro na zona de acesso -, restando apenas 12 pontos a serem disputados na competição.

Para se reabilitar no Estadual e seguir sonhando com a primeira divisão, o Juve vai até o Oeste do Estado, no domingo, dia 2 de agosto, quando enfrenta o Concórdia, às 15h. Já o Tubarão joga em casa, diante do Juventus de Seara, no mesmo dia e horário.

O jogo

O primeiro tempo começou pegado, com as duas equipes povoando o meio-campo e tendo dificuldades na transição entre defesa e ataque, devido ao número excessivo de erros de passes. Aos poucos, o Tubarão foi se soltando na partida e passou a dominar a posse de bola, mas não conseguia furar a defesa bem postada do Juventus, arriscando chutes de fora da área, mas sem sucesso. Mesmo jogando em casa, o Moleque Travesso sofria na armação de jogadas e buscava o caminho do gol pelas laterais. Mas sem eficiência no cruzamento, o ataque foi nulo e terminou a etapa inicial sem chutar uma bola na meta de Enderson.

Na volta do intervalo, os visitantes mantiveram o controle do jogo e quase abriram o placar com Esquerda, ex-Juventus, que arriscou um chute cruzado dentro da área, passando muito perto da trave esquerda de Paulo Sérgio, aos 5 minutos. Sem grande presença no setor ofensivo, o técnico Edson Borges promoveu as entradas de Ramon e Diego Santana, aos 10, que deram maior velocidade e movimentação a equipe. Porém, no único momento em que o Tricolor era melhor no confronto, o zagueiro Wellingthon recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso.

Os visitantes souberam aproveitar a vantagem numérica e, aos 36 minutos, Raul recebeu passe pela direita e mandou a bola no ângulo esquerdo, marcando um golaço. O Juve sentiu o gol e sem poder de reação saiu de campo com a derrota parcial e sob vaias dos pouco mais de 600 torcedores que estiveram no Estádio João Marcatto.